PUBLICIDADE
Topo

Estacionamentos perto do festival Brahma Valley cobram até R$ 80

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

28/11/2015 10h24

O festival sertanejo Brahma Valley, que acontece neste sábado (28) e domingo (29) no Jockey Club de São Paulo, só oferece estacionamento dentro do Jockey para o público que comprou o benefício antecipadamente. São 800 vagas. Para quem não garantiu uma vaga junto com o ingresso é preciso buscar alternativas.

A produção do evento informou que os estacionamentos dos shoppings JK e Nações Unidas (SNU) e do complexo World Trade Center, na avenida das Nações Unidas, serão usados como pontos de apoio. De lá, vans oficiais do evento levarão o público ao Jockey Club. O serviço custa R$ 30 por pessoa.

Por volta das 9h deste sábado , flanelinhas já rondavam o local do festival. Eles dizem não cobrar um preço fixo pelas vagas na rua ou em frente aos comércios da avenida Lineu de Paula Machado e avenida do Tajurás. "Não sei se vou cobrar R$ 10 ou R$ 20, depende do movimento", comentou um deles, sem se identificar.

Estacionamentos não oficiais também devem lucrar com o evento. O mais próximo do Jockey cobra R$ 80 por carro. O local é um terreno que funciona como estacionamento em dias de evento. Um outro estacionamento um pouco mais distante cobra R$ 40 por carro. Porém, para pagar metade do preço, o público deve enfrentar uma caminhada de aproximadamente 10 minutos até a entrada oficial do festival.

A CET interditou a rua Dr. José Augusto de Queiróz. A via foi dividida em duas faixas, uma exclusiva para pedestres e outra apenas para carros de moradores da rua com adesivo de identificação. A faixa dedicada aos pedestres tem um trecho de ciclovia, que também ficará fechada aos ciclistas.

No domingo (29), a ciclofaixa entre o Parque do Povo e a praça Panamericana não vai funcionar das 7h às 16h. Faixas na avenida Lineu de Paula Machado avisam sobre a mudança por causa do evento.

A pé, o público de pista vai entrar no festival pela porta principal do Jockey, na Avenida Lineu de Paula Machado, nos portões 2 e 3. Já o público que comprou ingresso para os camarotes têm acesso através do portão 1, na rua Dr. Augusto José de Queiróz, que está interditada. É por lá também o acesso ao estacionamento comprado previamente.