13/11/2011 - 21h06

Com seios de fora, briga com público e cover de Lady Gaga, Hole faz show polêmico no SWU

TAÍS TOTI
Do UOL, em Paulínia (SP)

Quando o assunto é Courtney Love, a expectativa é de seios de fora, polêmicas e referências a Kurt Cobain, seu ex-marido e líder do Nirvana, que se suicidou em 1994. E a cantora cumpriu bem esse papel na apresentação do Hole no segundo dia de SWU, neste domingo (13), no palco New Stage.

No começo do show, ela pediu a camiseta de um fã na plateia em que estava escrito: "Courtney, be my bitch" ("Courtney, seja minha put*"). Ao vesti-la, acabou mostrando os seios pela primeira vez. Em outro momento, decidiu abaixar o top que vestia. Ficou mais uma vez com os seios de fora.

Mas o exibicionismo não foi nem o começo das polêmicas. Irritada com uma pessoa no público que segurava uma foto de Kurt Cobain, ela gritou após cantar "Honey": "Abaixe isso ou eu vou aí bater em você. Eu sei sobre o que é essa música. Vá assistir Chris Cornell". Algumas canções mais tarde ela repetiu o pedido. "Pare de me mostrar isso. Tenho que viver com esse fantasma. Você não foi casado com ele, eu fui. Vá assistir ao Foo Fighters", xingou, antes de deixar o palco.

Tentando retomar o show, o guitarrista foi ao microfone: "Vocês querem que a Courtney volte? Então gritem que os Foo Fighters são gays". Uma das "dançarinas" - amigas da garota que "trabalhou tirando fotos" para a vocalista na noite passada - pediu, em português, que chamassem por Courtney, e então a cantora voltou ao palco. E voltou também a provocar, claro. "Não é que você não possa gostar do Foo Fighters, só não goste deles na minha frente".

Anunciando que iria tocar uma música nova, mas que o público saberia cantar o refrão porque era "grudento", ela começou uma versão improvisada de "Bad Romance", de Lady Gaga. "Eu não planejei isso, fiquei com vontade de fazer. Que hilário! Como se ninguém tivesse feito um cover dessa música", ironizou. "Da próxima vez vamos tocar a versão do Metallica".

E esse não foi o único cover irônico do show. "The Fly", do U2, apareceu no repertório, depois que a cantora tinha prometido tocar músicas do disco "Achtung Baby", e "Sympathy For The Devil", dos Rolling Stones, também ganhou uma versão. "Pennyroyal Tea", do Nirvana, também poderia ter aparecido: Courtney queria tocá-la, mas a banda não sabia.

Mas não só de polêmicas e ironias foi o show do Hole: estavam lá os hits "Violet", "Malibu" e "Celebrity Skin", apesar de Courtney Love mal cantar nos refrões, e até a menos conhecida "Plump" entrou para o setlist.