UOL Música

Publicidade

19/05/2004 - 15h44
Cantores mais famosos da África se unem contra a Aids e a pobreza



Dacar, 19 mai (EFE).- Os cantores mais famosos do continente africano se reunirão para gravar a canção "África 2015" em apoio à luta contra a Aids e a pobreza, em uma iniciativa apadrinhada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O malineses Salif Keita e Boncana Maiga, o congolês Koffi Olomide, o marfinense Meiway, a queniana Achieng Abura e o senegalês Baba Maal, entre outros artistas presentes em Dacar, deram hoje uma entrevista coletiva para lançar o projeto que integra o programa "Iniciativa África 2015" do PNUD.

A campanha pretende conscientizar as comunidades africanas sobre os perigos da pandemia da Aids neste continente, onde vivem 75% das pessoas infectadas com o vírus da imunodeficiência humana (HIV).

A luta contra a propagação da Aids é um dos oito objetivos adotados pelos dirigentes do mundo entre as "Metas do Milênio para o Desenvolvimento".

Segundo esses objetivos, é necessário reduzir pela metade a pobreza e a fome, assegurar a educação primária para todos, reduzir a incidência da Aids e de outras doenças e tratar melhor o meio ambiente em benefício das povoações atuais e futuras.

Os artistas que se preparam para gravar a canção na capital senegalesa assinaram hoje na sede do PNUD um documento no qual se comprometem a participar ativamente durante os próximos onze anos das manifestações e atos organizados dentro dessa campanha sem cobrar cachê.

A canção "África 2015" será lançada em outubro através das emissoras de rádio e cadeias de televisão do continente, que exibirão o videoclipe gravado pelos mesmos artistas.

Na entrevista coletiva, o diretor de Comunicações do PNUD, Djibril Diallo, elogiou o gesto dos artistas que aceitaram suspender suas atividades para participar do que chamou de "evento histórico".

Segundo Diallo, os artistas colocam seu talento em benefício de uma causa de extrema importância para o futuro dos povos africanos.

Baba Maal, em nome dos artistas, reafirmou a vontade de todos eles de se dedicar totalmente ao projeto de "Metas do Milênio para o Desenvolvimento", que considerou uma "causa nobre que merece a participação de todos os filhos do continente".

A sul-africana Miriam Makeba, o senegalês Youssou Ndour, o nigeriano Femi Ransome Kuti e o argelino Cheb Mami figuram também entre os artistas envolvidos no projeto, assim como alguns cantores famosos do rap, entre eles o senegalês Didier Awadi.

"Como decana dos cantores africanos, me alegro por poder apoiar todas estas iniciativas, entre as quais a 'África 2015', que simboliza o continente", declarou Makeba, que participou de outro ato parecido recentemente realizado em Dacar.

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16/06/2009

13h46- Aerosmith toca íntegra de disco clássico de 1975 em turnê

12h30- Primeiro festival de documentário musical começa dia 25 em São Paulo

12h15- Integrante da banda The Ventures, Bob Bogle morre aos 75 anos

12h07- http://img.uol.com.br/ico_assistir.gif Jeff Beck toca "Where Were You" ao vivo

12h05- http://img.uol.com.br/ico_assistir.gif Guitarrista inglês Jeff Beck toca "Big Block"

12h02- http://img.uol.com.br/ico_assistir.gif Clipe ao vivo de "Scatterbrain" com Jeff Beck

12h00- http://img.uol.com.br/ico_assistir.gif Jeff Beck toca "Goodby Pork Pie Hat" ao vivo

11h58- http://img.uol.com.br/ico_assistir.gif Jeff Beck toca "Led Boots" ao vivo em Londres

11h43- Spyro Gyra e homenagem a Carmen Miranda passam por palcos paulistanos

11h39- Violinista Hilary Hahn apresenta repertório erudito na Sala São Paulo

Mais Notícias