Topo

Música

Não é só Anitta: Rei das parcerias, Maluma já esteve no Brasil há três anos

Reprodução e Gustavo Caballero/Getty Images For Univision Communications
O colombiano Maluma em diversas parcerias: com a brasileira Anitta, com a conterrânea Shakira, com a mexicana Thalia e com o brasileiro Lucas Lucco Imagem: Reprodução e Gustavo Caballero/Getty Images For Univision Communications

Do UOL, em São Paulo

15/03/2017 04h00

A internet entrou em polvorosa na última quinta-feira (9) quando foram anunciados dois shows de Anitta com participação do colombiano Maluma, no Rio de Janeiro e em São Paulo, para o final de abril. O cantor é parceiro da brasileira no hit "Sim ou Não", lançado em julho do ano passado e que posteriormente ganhou uma versão toda em espanhol.

Muitos fãs da dupla, que protagoniza cenas quentes no clipe gravado no México, celebraram a oportunidade de ver Anitta e Maluma juntos e ao vivo quase um ano depois do lançamento da música. Outros comemoraram a chance de ter Maluma no Brasil pela primeira vez, sem saber que o cantor de 23 anos já esteve por aqui há três, em 2014, quando gravou outra parceria, a música "Princesinha", com Lucas Lucco.

Enquanto a figura do colombiano que aposta no gênero reggaeton começa a ganhar a simpatia do público brasileiro, nos países de língua espanhola e nos Estados Unidos ele já é uma estrela consolidada. Antes de vir ao Brasil dividir o palco com Anitta, Maluma cumpre sua turnê norte-americana com vários shows esgotados.

Será que, mesmo com a barreira do idioma, Maluma vai conseguir conquistar os brasileiros da mesma forma que conquistou os colombianos e os países vizinhos. Os primeiros dois shows no Brasil servirão como um termômetro. Como diz a letra de "Sim ou Não": "Se quiser jogar, vem, mas tem que arriscar". 

  • Reprodução

    Decifrando Maluma

    Maluma é mesmo um nome artístico. No documento do cantor consta o nome Juan Luis Londoño Arias, nascido em 28 de janeiro de 1994, em Medellín, na Colômbia. O nome artístico é uma combinação das primeiras letras dos nomes de sua mãe, Marlli; seu pai, Luis; e sua irmã, Manuela. "É uma homenagem a eles porque os amo e eles são o motor da minha carreira", disse ele a um jornal local. Antes de entrar de vez na música, em 2011, aos 17 anos, Maluma tentou a sorte como jogador de futebol. O colombiano chegou inclusive a atuar na base de times como o Atlético Nacional e do La Equidad. Dá para acreditar?

  • EFE/Paul Buck

    Rei das parcerias

    Definitivamente não foi só com Anitta que Maluma já gravou. O colombiano dividiu o microfone com Lucas Lucco ("Princesinha"), Ricky Martin ("Ven Pa' Ca"), Shakira ("Chantaje"), Thalía ("Desde Esa Noche") e Fifth Harmony ("Sin Contrato"). Isso só para citar os artistas mais conhecidos no Brasil. Dono de dois álbuns de estúdio, "Magia" (2012) e "Pretty Boy, Dirty Boy" (2015), ele ainda tem várias colaborações com outros cantores e grupos latinos. Duvida? Digite "ft. Maluma" no YouTube para ver.

  • Reprodução

    Técnico do "The Voice"

    Maluma já participou como técnico de duas edições do "The Voice Kids" em seu país natal. Ele agora foi escalado pela terceira vez para o programa, só que no México. O "La Voz Kids México" estreou no último domingo (12) com o colombiano virando sua cadeira para diversos talentos mirins. A participação, no entanto, não foi bem vista por parte do público. Isso por causa de músicas polêmicas que ele lançou.

  • Paul Plaza/AFP

    Machista?

    "Cuatro Babys", lançada como single em outubro do ano passado, teve uma repercussão bastante negativa por causa do teor de sua letra e clipe. A música fala sobre um homem que tem que lidar com quatro namoradas ao mesmo tempo e as trata feito objetos. "Você tem minha conta no banco / E o número do meu cartão / Você é minha mulher oficial / Fico apaixonado por esse rabo com esses cabelo loiros / Mas eu tenho uma de cabelo preto que sempre quer", diz um dos trechos da música. Uma petição chegou a ser lançada para que a música fosse retirada das plataformas digitais por denegrir a imagem das mulheres. Maluma respondeu e se comparou a Jesus Cristo, que também foi julgado. "Se falaram até de Jesus Cristo, por que se surpreende quando falam de ti?", escreveu o cantor. O vídeo é o terceiro mais assistido do canal de Maluma no YouTube, com 530 milhões de visualizações. Entre as reações, 2 milhões clicaram em "gosto" para o clipe, enquanto 500 mil deram um "não gosto" depois de toda a polêmica. Outra música que deu o que falar é "Borro Cassete", que aparentemente descreve uma relação sexual com uma mulher alcoolizada e inconsciente.

  • Reprodução

    Passagem pelo interior de MG

    Em 2014, quando tinha apenas três anos de carreira, Maluma fez sua primeira parceria com um brasileiro: Lucas Lucco. É ele quem canta trechos em espanhol na música "Princesinha", que já tinha sido gravada por Lucco só em português com a participação de Mr. Catra. Maluma inclusive participou da gravação do DVD do cantor brasileiro, que aconteceu na cidade de Patrocínio (MG). A parceria, no entanto, não fez o mesmo barulho como a dele com Anitta em "Sim Ou Não". Com visual mais maduro e bad boy, a interação dos cantores no clipe também é mais favorável, já que Anitta e Maluma dançam sensualmente e trocam beijos quentes. Aliás, Anitta também gravou uma participação no DVD de Lucas Lucco em Minas Gerais, onde provavelmente esbarrou com o colombiano que viria a gravar com ela dois anos depois. Ironia do destino?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor