Cidade do Rock recebe ajustes finais para o Rock in Rio


  • Genilson Araújo/Agência O Globo

    Vista aérea da Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, onde será realizada a quarta edição do Rock in Rio (2011)

    Vista aérea da Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, onde será realizada a quarta edição do Rock in Rio (2011)

RIO DE JANEIRO - Local que receberá a partir da próxima sexta-feira os shows do Rock in Rio, a Cidade do Rock ganha os últimos retoques para o festival.

Com mais de 120 mil metros quadrados, o terreno localizado na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, pode até ser confundido com um gigantesco parque de diversões. Afinal, nele foram instalados uma roda-gigante, uma montanha-russa e uma tirolesa, atrações que o público poderá conferir a partir do primeiro dia de shows.

"A cidade viu nascer o Rock in Rio, que deixou de ser um evento do Brasil para se transformar em um festival do mundo. O objetivo era voltar para casa e apresentar esse festival a todos aqueles que não tiveram a oportunidade de vivenciá-lo ao vivo", afirmou à Agência Efe o diretor de produção do festival, Nuno Sousa Pinto.

O Rock in Rio retorna ao Rio de Janeiro, sua cidade de origem, depois de dez anos de ausência. A primeira edição, realizada em 1985, reuniu mais de 1,5 milhão de pessoas.

"A edição de 85 foi histórica. Agora o que queremos é recuperar esse espírito aqui (no Rio). O Rock in Rio se transformou em um dos eventos mais conhecidos da Europa. Por isso queremos voltar a Lisboa, Madri e, quem sabe, ir a outras cidades", disse Nuno.

O festival, que será realizado de 23 a 25 de setembro e do dia 29 deste mês a 2 de outubro, contará com atrações como Rihanna, Shakira, Kate Perry, Stevie Wonder, Red Hot Chili Peppers, Guns N'Roses, Coldplay e Metallica.

Depois do Rock in Rio, a Cidade do Rock será transformada em uma grande área de lazer até 2016. A idéia é construir no local um parque para os atletas que virão ao Rio de Janeiro para disputar os Jogos Olímpicos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos