Topo

Música

Lenda da música africana, Papa Wemba morre aos 66 anos durante show

Pierre Verdy/AFP Photo
Cantor congolês Papa Wemba, que morreu durante show na Costa do Marfim Imagem: Pierre Verdy/AFP Photo

24/04/2016 10h11Atualizada em 25/04/2016 09h14

O cantor congolês Papa Wemba, lenda da música africana e da world music, morreu neste domingo (24) aos 66 anos durante a apresentação no Festival de Músicas Urbanas de Anoumabo (Femua), em Abidjan, na Costa do Marfim, por causas que ainda desconhecidas, informou a imprensa local.

As primeiras hipóteses apontam à malária cerebral, que fez com que ele ficasse vários dias internado em um hospital de Paris em fevereiro e que o obrigou a cancelar vários shows.

Conhecido como o rei da rumba congolesa, Papa Wemba e sua orquestra eram um dos pontos altos do festival e sua morte causou uma grande comoção, principalmente entre os músicos, que em um primeiro momento não perceberam o desmaio do cantor e continuaram a apresentação.

Cantor congolês Papa Wemba passa mal e morre durante show na Costa do Marfim

UOL Entretenimento

A previsão era que eles fossem nesta tarde a Korhogo, no norte do país, para fechar a nona edição do festival.

Nascido em 1949, Papa Wemba era o nome artístico de Jules Shungu Wembadio Pene Kikumba, que começou a ganhar fama quando se juntou à banda congolesa Zaiko Langa Langa, aos 20 anos. Em 1977, ele e outros integrantes do grupo criaram uma nova formação, a Viva La Musica, que lhes renderia o reconhecimento mundial, principalmente na Europa, nos Estados Unidos e na Ásia.

Ele também excursionou com Peter Gabriel no início dos anos 1990 e participou do disco "Secret World Live", em 1994.