Topo

Música

Luis Miguel chega a acordo parar encerrar processo de ex-empresário

Divulgação
O cantor Luis Miguel Imagem: Divulgação

De Los Angeles (EUA)

10/05/2017 22h34

O cantor mexicano Luis Miguel chegou a um acordo para encerrar um processo iniciado por seu ex-empresário, William Brockhaus, segundo documentos apresentados nesta quarta (10) em um tribunal federal de Los Angeles, nos Estados Unidos.



A defesa de Brockhaus afirma nos documentos apresentados que Luis Miguel aceitou pagar uma cifra de pouco mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,2 milhões), valor imposto em 2016 por um tribunal de Nova York como condenação.

O artista deveria comparecer nesta quinta (11) perante o juiz para responder pelo caso que o levou a ser detido no último dia 2 de maio, e posteriormente colocado em liberdade após pagamento de fiança. Miguel havia se negado, em repetidas ocasiões, a se apresentar perante à Justiça.

Diante do acordo entre as partes, o juiz federal Jean P. Rosenbluth, de Los Angeles, cancelou a audiência.

Na indenização de US$ 1 milhão, Brockhaus exigiu de Luis Miguel também o pagamento de juros e honorários dos advogados, por descumprimento de contrato quando trabalhava para ele como empresário entre 2013 e 2015.

Depois que o caso foi transferido de Nova York para Los Angeles, o tribunal advertiu ao cantor no último dia 24 de março que, se não apresentasse em 17 de abril à audiência programada, ordenaria sua detenção pelas ausências na corte.

Amy B. Messigian, advogada de Brockhaus, disse à agência Efe no último dia 17 de abril que a juíza federal Virgínia A. Phillips assinou ordem de detenção contra Luis Miguel "por desacato".