PUBLICIDADE
Topo

Emicida é preso em Belo Horizonte por "desacato à autoridade"

Emicida durante apresentação no festival SWU - Ricardo Lima
Emicida durante apresentação no festival SWU Imagem: Ricardo Lima

Mariana Tramontina

Do UOL, em São Paulo

13/05/2012 20h52Atualizada em 15/05/2012 13h29

O rapper paulista Emicida foi preso em Belo Horizonte por suposto "desacato à autoridade", depois de cantar a música "Dedo na Ferida" durante um show na capital mineira. A informação foi dada pelo próprio cantor, neste domingo (13), em sua conta no Twitter. 
 
 

Em contato por telefone com o UOL, o irmão e empresário do rapper, Evandro Fióti, contou que a polícia deu voz de prisão logo depois do fim do show. Por volta das 19h30, Emicida foi levado algemado para a 36ª Delegacia Seccional do Barreiro, conforme contou um policial do distrito por telefone. Segundo o empresário, no início do show Emicida fez a leitura de um texto desaprovando a desocupação de um terreno na região do Barreiro, onde famílias estão acampadas desde o último dia 21, na capital mineira.

"Nessa hora, o pessoal levantou o dedo do meio contra os políticos e as autoridades, mas os policiais que estavam no local se sentiram ofendidos e não quiseram deixar em branco. E, na verdade, a música fala da instituição como um todo, como um denúncia geral, e não sobre aquelas pessoas que estavam no show, naquele momento", disse Fióti ao UOL.

Acompanhado de um advogado, Emicida prestou depoimento sobre a canção. O empresário contou que foi aberto um boletim de ocorrência para ouvir todas as partes envolvidas, mas que ainda não sabe quais serão os próximos procedimentos sobre o caso. O rapper e a equipe deixaram a delegacia por volta das 22h30.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar de Belo Horizonte afirma que, durante a música, o rapper incitou o público a fazer gestos obscenos --como mostrar o dedo no meio-- para a PM que fazia a segurança do evento e para políticos.

O show gratuito que Emicida apresentava era parte do festival Palco Hip Hop. A equipe do festival está dando apoio ao rapper no incidente com a polícia. Cerca de uma hora após Emicida publicar a mensagem no Twitter, o tópico #LiberdadeEmicida já estava em primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do Brasil no microblog.
 
A letra de "Dedo na Ferida", lançada em março deste ano, aborda questões como repressão, a polêmica que envolve moradores de Pinheirinho e da cracolândia de São Paulo, e faz críticas à polícia. "F***-se vocês, f***-se suas leis! / Homens de farda são maus / era do caos / Frios como halls, engatilha e plau! / Carniceiros ganham prêmios na terra onde bebês respiram gás lacrimogêneo".