PUBLICIDADE
Topo

Música


"Eu sei como é caro comprar ingressos do meu show", diz Lady Gaga em apresentação no RJ

Lady Gaga se apresenta no Rio de Janeiro (9/11/12) - Agnews
Lady Gaga se apresenta no Rio de Janeiro (9/11/12) Imagem: Agnews

Renato Damião

Do UOL, no Rio de Janeiro

09/11/2012 22h33

A forte chuva que caiu no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (9) não foi capaz de diminuir a empolgação dos quase 30 mil fãs de Lady Gaga que ocuparam o Parque dos Atletas, zona oeste da cidade, para o primeiro show que a cantora norte-americana fez no país. A turnê "Born This Way Ball" passará ainda por São Paulo e Porto Alegre.

Comunicativa, Gaga agradeceu a presença do público e admitiu que os ingressos - que chegaram a custar R$ 750 - foram caros. "Sei como é caro comprar ingressos do meu show. Vocês precisaram trabalhar muito, né? Obrigado pela presença de cada um de vocês", disse ela que chegou a cometer deslizes em sua tentativa de soar "carioca". "Eu não falo brasileiro, me desculpem", prosseguiu.

A espécie de ópera pop estrelada por Gaga começou às 22h25 e durou pouco mais de duas horas. Vestida de preto e montada em um cavalo cenográfico, ela apresentou a faixa "Highway Unicorn (Road to Love)", na sequência veio "Government Hooker". O cenário, um enorme castelo, era ocupado pela banda que acompanhou a cantora.

Em seguida, Gaga surgiu no palco para o que seria o seu "nascimento". A artista saiu de uma enorme vagina para delírio da plateia que em coro cantou "Born This Way". Sem se preocupar com a chuva, ela dançou na passarela externa ao palco. Com alguns quilinhos a mais era possível perceber que a rápida coreografia deixou Gaga ofegante.

Famosa por se aliar a campanhas anti-bullying e a favor do casamento gay, Gaga disse ser uma "alien" e não um "homem masculino" ou uma "mulher feminina".

"Rio, eu sou você. Nós compartilhamos a mesma esperança, os mesmos desejos. O Brasil é o futuro", opinou a cantora. Ela ainda ressaltou que "não imaginava encontrar tanto amor na cidade".

"Visitei uma favela e lá conheci as pessoas mais amáveis do mundo. O Rio se tornou um dos meus lugares favoritos em todo o mundo", elogiou Gaga após cantar o hit "Bad Romance".

Um dos momentos de maior comoção do show foi quando a cantora escolheu três fãs para subirem ao palco. Bastante emocionada, Gaga entoou "Hair" e entre carinhos e lágrimas, garantiu que "nunca havia se sentido tão feliz".

"Sabe quando dizem que um sonho se torna realidade? O meu se tornou nesta noite. A felicidade está no meu rosto. Vocês mudaram a minha vida", agradeceu Gaga.

A apresentação contou ainda com os sucessos "Alejandro" e "Poker Face". "Scheibe" fechou a noite com Gaga mandando beijos para o público ajoelhada no chão. No bis, após tocar no piano "The Edge of Glory", ela convocou sete novos fãs para subirem ao palco e encerrarem o show com "Marry The Night".

Luiz Antonio Lima Neves Junior, um dos contemplados, ainda não acreditava no que tinha acontecido. "Foi incrível, perfeito. Estou muito emocionado, tremendo até agora", disse ele.

Entre no castelo e veja pontos altos e baixos do show de Gaga

  • Arte/UOL

Show conta com múltiplas trocas de figurino

Ao longo de toda a apresentação da "Born This Way Ball", Lady Gaga usa aproximadamente 15 figurinos. A maioria inspirada em seus clipes. Estão lá os chapéus de "Just Dance", a máscara de "Bad Romance" e roupa cor da pele usada em "Born This Way".

Doze bailarinos acompanham Gaga que mostra mais talento vocal do que coreográfico. "Hair", "You and I" e "The Edge of Glory" comprovam o talento da americana como intérprete.

Se em sua vida pública, Gaga chama atenção por figurinos extravagantes, no show, mesmo o vestido de carne ou o sutiã de armas - uma referência clara a Madonna - soam menos imponentes diante da atitude dela em relação aos fãs.

"Rio, eu te amo" e "Brasil, eu te amo" foram frases repetidas à exaustão pela artista. "A Gaga é diferente de todos os artistas porque ela é muito humana, as pessoas acham que ela é estranha, mas na verdade ela só quer mostrar outro ponto de vista", opinou a estudante Alexandra Bugarin, de 16 anos.

Já Beatriz Pecegueiro, de 12 anos, disse que as letras de Gaga "dão força para os diferentes". "A Gaga tem um estilo diferente e apóia o diferente, a diversidade, isso é o mais importante", ressaltou.

“Highway Unicorn (Road To Love)”
"Government Hooker"
"Born This Way"
"Black Jesus + Amen Fashion"
"Bloody Mary"
"Bad Romance"
"Judas"
"Fashion of His Love"
"Just Dance"
"Love Game"
"Telephone"
"Heavy Metal Lover"
"Bad kids"
"Hair"
"You & I"
"Electric Chapel"
"Americano"
"Poker face"
"Alejandro"
"Paparazzi"
"Scheiβe"

BIS
"The Edge of Glory"
"Marry the Night" 

Música