PUBLICIDADE
Topo

Música


Barão Vermelho encerra turnê e entra em pausa "sem previsão de volta", diz Frejat

O Barão Vermelho é Peninha, Rodrigo Santos, Guto Goffi, Roberto Frejat e Fernando Magalhães - Gabriel Wickbold/Divulgação
O Barão Vermelho é Peninha, Rodrigo Santos, Guto Goffi, Roberto Frejat e Fernando Magalhães Imagem: Gabriel Wickbold/Divulgação

Estefani Medeiros

Do UOL, em São Paulo

13/03/2013 20h32

Depois de quase um ano em turnê para celebrar os 30 anos de seu primeiro álbum, o Barão Vermelho volta a São Paulo para fazer seu último show na cidade e iniciar uma nova pausa na carreira. Em conversa com o UOL, Frejat disse que dessa vez o hiato “não tem previsão de volta”. “O público tem que aproveitar porque dessa vez acho que vai demorar para trabalharmos juntos”, afirmou o vocalista.

Hoje não justifica mais ter um álbum inteiro, sendo que as pessoas têm a ligação com uma música. Mas a ideia é construir a carreira através de canções que o público vai gostando

Frejat

“A gente está curtindo cada dia juntos, estamos aproveitando ao máximo. Tem um lado nosso que está celebrando o fim da turnê. Tivemos boa parte dos shows esgotados. Com 30 anos de carreira, não tem um atestado maior de carinho do público”, disse. 

O Barão encerra as apresentações com ingressos disputados também em São Paulo (só existem ingressos disponíveis para pista) e o encerramento da turnê acontece em Recife, em 27 de abril. Para quem não conhece a apresentação, Frejat diz que essa é “uma homenagem ao primeiro disco, mas que relembra a obra toda”.

“Esse é um show longo, de quase duas horas. As pessoas saem bem emocionadas. Tem uma parte do show em que tocamos as músicas bem típicas do Barão, e não necessariamente são músicas de sucesso. Tem também muito jovem, e eles estão vendo um show do Barão do jeito que ele é. A gente está num momento bom”, explicou o vocalista. “O público poderá assistir ao show em um lugar confortável e com um bom som.”    

Na estrada, o Barão é Roberto Frejat (guitarra e voz), Guto Goffi (bateria), Peninha (percussão), Rodrigo Santos (baixo) e Fernando Magalhães (guitarra). O tecladista Maurício Barros, integrante da formação original, vai aparecer em alguns shows para participações especiais. O repertório relembra músicas como "Billy Negão", "Por Você", "Pro Dia Nascer Feliz", "Pense e Dance", além de "Sorte e Azar", última parceria inédita de Cazuza e Frejat, que ficou de fora do álbum de 1982.

Após a apresentação, a banda segue em um novo hiato para tocar projetos pessoais. “Tenho vários projetos e estou me preparando para fazer a curadoria da homenagem ao Cazuza no Rock In Rio. Também estou compondo, mas não tenho planos de lançar um disco. Hoje não justifica mais ter um álbum inteiro, sendo que as pessoas têm a ligação com uma música. Se rolar um conjunto de canções que o público goste, aí sim. Mas a ideia é construir a carreira através de canções que o público vai gostando”.

Homenagem a Cazuza é celebração

Sobre a homenagem a Cazuza, que recebeu apoio de Lucinha, mãe do cantor, Frejat explica que está programando “algo mais próximo do que ele gostaria”. “Fui convidado pela direção para fazer a homenagem. Eles tinham ficado felizes com a homenagem ao Renato. E o Cazuza tem uma relação maior com o festival do que o Renato, nesse sentido. Porque o Renato nem chegou a se apresentar e o Barão participou da primeira edição”, explica.

Sobre o repertório, o músico prefere não revelar detalhes, mas diz que espera que esta “seja uma celebração ao Cazuza, mais que uma homenagem”. “Procurei gente que conhecia e que tinha muito prazer em cantar suas músicas. Me pautei por esses critérios”.

Frejat ainda explica que Lucinha, apesar de não participar da direção artística, está ajudando na divulgação do projeto Viva Cazuza e de crianças e adolescentes com HIV. “Ela quer promover o trabalho porque a AIDS tem crescido muito entre os adolescentes. Agora com a descoberta da cura, com esse menino que foi testado, isso se torna mais perigoso ainda. É difícil refletir sobre esse tipo de coisa, o Cazuza virou um ícone disso, mas perdi também muitos amigos, fico até triste de falar.”

Documentário sobre o Barão está sendo produzido pela Conspiração Filmes

Aproveitando as comemorações em torno da carreira, o Barão ainda ganhará documentário produzido pela Conspiração Filmes. “A gente está filmando algumas apresentações e está sendo muito legal. Captamos o primeiro show em São Paulo e agora vamos fazer o Circo Voador. Tem bastante material. Passamos uma lista grande de pessoas para fazermos entrevistas”, comentou. Sobre o lançamento, Frejat ainda diz que não existe previsão. "No Brasil, nada dá para ter previsão de lançamento, a menos que seja Globo Filmes”, brinca. 


Serviço
Barão Vermelho - +1 Dose
Quando: 16 de março de 2013, às 22h
Onde: HSBC Brasil - Rua Bragança Paulista, 1281, Chácara Santo Antonio
Quanto:
Ingressos para camarote, frisa e cadeira alta esgotados
Pista: R$ 100
Ponto de vendas:
- bilheteria da casa: de segunda a sábado, das 10h às 21h e domingos e feriados, das 10h às 20h
- telefone: 4003-1212, de segunda a sábado, das 9h às 22h
- internet: www.hsbcbrasil.com.br ou www.ingressorapido.com.br
Capacidade: 4000 lugares
Classificação: 14 anos (desacompanhados). Menores dessa idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis.
Duração: Aproximadamente 1h30
Abertura da casa: 2 horas antes do início do espetáculo
Estacionamento: Hot Valet (com manobrista)
Acesso para deficientes físicos
Ar condicionado

Música