Topo

Música


"O Lobão está sendo leviano e desinformado", diz Mano Brown; outros artistas comentam o caso

Mano Brown no ensaio do VMB 2012 - Mariana Caldas
Mano Brown no ensaio do VMB 2012 Imagem: Mariana Caldas

Do UOL, em São Paulo

02/05/2013 14h13Atualizada em 02/05/2013 15h00

O cantor Lobão, que disse em entrevista à "Folha de S.Paulo" que o novo rap faz parte de "anseios de intelectuais petistas", recebeu diversas mensagens de artistas reclamando do conteúdo da entrevista e de seu novo livro "Manifesto do Nada na Terra do Nunca". "Você segura o Lobão que vai ter uma fila pra bater! Kkkk até eu fui esculhambada! Vamos cobrar royaltes desse livro!", escreveu a empresária Paula Lavigne para o rapper Mano Brown.

"Conheci o Lobão em 1996. Cumprimentei e depois disso nunca mais o vi. Sinceramente não tenho o que falar da pessoa dele. Estranho o Lobão falar de mim sem nunca ter me conhecido. Não entendo a postura dele agora. Ele que pregava a ética e rebeldia, age como uma puta para vender livro. Nos anos 80 as ideias dele não fizeram a diferença para a gente aqui da favela. Ninguém é obrigado a concordar com ninguém, nem ele comigo. O Lobão está sendo leviano e desinformado. Tô sempre no Rio de Janeiro, se ele quiser resolver como homem, demorô! Do jeito que aprendi aqui", escreveu Mano Brown em uma série de publicações. 

Segundo Lobão, em entrevista à Folha, Paula Lavigne é a "rainha", sugerindo que ela capta incentivos na Lei Rouanet "demasiadamente". No Twitter, ela rebateu: "Lobão ta achando q @ManoBrownOF é Painho e Gil? Kkkkkk agora corre, Lobinha, corre! Kkkk". E acrescentou: "Eu não quero bater no Lobão, quero dinheiro vendendo livro: Royalties para @gilbertogil @falacaetano @ManoBrownOF @criolomc @siteoficialrc @emicida". Já a ex-mulher de Gilberto Gil, retuitou a mensagem para seus seguidores. 

Segundo a assessoria da cantora Preta Gil, filha de Gilberto Gil, que também foi citada no depoimento de Lobão, a cantora prefere não comentar o caso.

O rapper Emicida também comentou o caso de forma indireta. "Pela quantidade de gente me pedindo opinião, logo concluo, tem algum infeliz desinformado falando besteira sobre o hip hop em algum lugar...". Ele também republicou um comentário do rapper. 

Depois de atingir a marca de 150 mil exemplares vendidos com sua autobiografia, Lobão volta às livrarias com um livro no qual se propõe a falar sobre o "estado de paralisia" em que acredita que o Brasil se encontra.

"Os Racionais são o braço armado do governo, são os anseios dos intelectuais petistas, propaganda de um comportamento seminal do PT. Não acredito em cara ressentido. Emicida, Criolo, todos têm essa postura, neguinho não olha, não te cumprimenta. Vai criar uma cizânia que nunca teve, ódios [raciais] estão sendo recrudescidos de razões históricas que nunca aconteceram aqui. Estão importando Black Panthers, Ku Klux Klan. Tem essa coisa de "branquinho, perdeu, vamos tomar seu lugar". Como permitem esse discurso?", comentou na entrevista. 

Veja outros tuites sobre o caso:

Música