PUBLICIDADE
Topo

Rapper Chris Kelly, da dupla Kris Kross, morre aos 34 anos nos EUA

Chris Kelly se apresentou em 23 de fevereiro em show comemorativo - Jonathan Phillips/Reuters
Chris Kelly se apresentou em 23 de fevereiro em show comemorativo Imagem: Jonathan Phillips/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

02/05/2013 07h14Atualizada em 02/05/2013 12h02

O cantor Chris "Mac Daddy" Kelly, que formava com Chris "Daddy Mac" Smith a dupla Kris Kross, morreu nesta quarta-feira (1º) aos 34 anos, em Atlanta, nos Estados Unidos. Ele foi encontrado inconsciente em sua casa e foi declarado morto no hospital.

De acordo com o site "TMZ", que afirma ter acesso ao relatório policial, a causa da morte foi overdose de drogas. Chris teria combinado cocaína e heroína na noite anterior à sua morte. A autopsia será realizada ainda nesta quinta, informou o hospital.

"Com base nas informações do local, estamos concluindo que foi uma overdose de drogas", disse a cabo Kay Lester, porta-voz do Departamento de Polícia do Condado de Fulton, que se recusou a entrar em detalhes.

Mais conhecida pela música "Jump", que em 1992 ficou por oito semanas no top 100 da Billboard, a dupla também se destacou por usar as calças ao contrário e sobrancelhas raspadas.

Em fevereiro, a dupla participou de um show de celebração ao 20º aniversário do selo So So Def Recordingns, em Atlanta.

A família do rapper lembrou justamente da roupa ao fazer um comunicado: "Para milhões de fãs em todo o mundo, ele foi a tendência em vestir calças ao contrário e metade do Kris Kross que amava fazer música. Mas, para nós, ele era apenas Chris - o gentil, generoso e amante da vida da festa".

Relembre um dos maiores sucessos da dupla Kris Kross

Descobertos no shopping
A Kris Kross foi descoberta por Jermaine Dupri, fundador do selo e ex-namorado de Janet Jackson em um shopping em 1991.

Os sucessos de “Jump” e “Warm It Up” impulsionou o primeiro disco, “Totally Krossed Out” , ao status de multiplantinado e os rappers chegaram a cantar com Michael Jackson durante a turnê "Dangerous World Tour".

Em 1993, a dupla lançou "Da Bomb", mas o álbum não decolou, parte porque os meninos tinham atingido a puberdade e tinham sido comercializados com uma imagem mais dura.

Mesmo sem o sucesso, a Kris Kross continuou a fazer música e lançou "Young, Rich and Dangerous" em 1996.

Homenagens
Com a notícia da morte, fãs foram ao Twitter relembrar a música da dupla e até mesmo confessarem que usavam calça ao contrário.

MC Hammer, um dos rappers de maior suceso na década de 1990, escreveu: “Minhas sinceras orações para sua família, fãs e amados”.

A cantora Nicki Minaj e outros artistas do rap como Big Boi, do Outkast, e LL Cool J, também lamentaram a morte do músico – este último, inclusive, dedicou a Chris uma música sua chamada “Jump On It”, repleta de citações ao Kris Kross.

A música de Chris Kelly foi lembrada também no show que Deftones fez na noite de quarta-feira, ao saber da morte do rapper. Com uma pegada pesada, a banda tocou “Jump”.

*Com informações da Reuters