PUBLICIDADE
Topo

The Breeders comemora 20 anos de "Last Splash" com energia dos anos 1990

A baixista Josephine Wiggs e a guitarrista Kelley Deal do Breeders se apresentam em São Paulo - Fabiana de Paula/UOL
A baixista Josephine Wiggs e a guitarrista Kelley Deal do Breeders se apresentam em São Paulo Imagem: Fabiana de Paula/UOL

Fabiana de Paula

Do UOL, em São Paulo

25/07/2013 06h58

Há 20 anos, as marcantes linhas de baixo criadas por acaso após um erro cometido por Josephine Wiggs e o estranho som emitido por Kim Deal ao adaptar um copo de isopor ao microfone, cruzaram a fronteira entre o rock alternativo e o mainstream, caindo no gosto popular. A música "Cannonball" ajudou a impulsionar as vendas de "Last Splash", segundo trabalho da banda The Breeders, e projetou o grupo norte-americano para o resto do mundo.

Para comemorar o aniversário de duas décadas de um dos álbuns mais cultuados dos anos 1990, Kelley Deal, Jim MacPherson e Carrie Bradley, se juntaram a Kim e Josephine em uma turnê mundial, que nesta quarta-feira (24) passou por São Paulo e reuniu no Cine Joia um público formado em sua maioria por pessoas acima dos 30 anos. A formação é a mesma da gravação do disco e não se reunia desde 1994.

Ao contrário do clima de nostalgia esperado nos shows que revisitam antigos álbuns de uma banda, o Breeders mostrou que está em plena forma. Com as vozes praticamente intactas, as gêmeas Kim e Kelley Deal puxaram o coro nas faixas de Last Splash, tocadas na mesma sequência do álbum. Algumas com mais intensidade, no caso de "No Aloha", "Divine Hammer", "Drivin’ on 9" e "I Just Want to Get Along", na qual Kelley assume os vocais. A irmã minutos mais nova de Kim foi aclamada diversas vezes pelos fãs, que em diversas ocasiões gritaram seu nome e distribuíram elogios à guitarrista.

Kelley respondeu com sorrisos, característica marcante das irmãs Deal. A guitarrista chegou a brincar com Josephine, que se manteve séria durante toda a apresentação.

Ao fim da última faixa de "Last Splash", Kelley anuncia que a banda fará uma rápida pausa e voltará com algumas músicas de "Pod", de 1990, primeiro álbum do Breeders, adorado por ninguém menos que Kurt Cobain. No retorno, a ótima Shocker in Gloomtown, um cover do Guided by Voices, teve até um “stage dive” de um fã mais animado, que se arriscou a subir no palco.

Safari, faixa do EP de mesmo nome lançado em 1992, marcou outro bom momento da noite, ao lado de Happiness is a Warm Gun, cover dos Beatles. Todas as faixas tocadas no show fazem parte de uma versão “deluxe” de "Last Splash", lançada este ano. "LSXX" traz extras, lados B, demos e versões ao vivo.

A banda fez ainda um segundo bis de duas músicas e terminou a apresentação com Hellbound, atendendo aos pedidos do público.

Em sua terceira passagem pelo Brasil, o Breeders mostrou que, assim como seus integrantes, seu trabalho mais emblemático conserva a mesma energia de 20 anos atrás.

Veja abaixo o setlist do show:
New Year
Cannonball
Invisible Man
No Aloha
Roi
Do You Love me Now?
Flipside
I Just Wanna Get Along
Mad Lucas
Divine Hammer
SOS
Hag
Saints
Drivin’ on 9
Roi Reprise

1º Bis
Shocker in Gloomtown
Head to toe
Happiness is a Warm Gun (cover dos Beatles)
Safari
Opened
Oh!
Limehouse

2º Bis
Iris
Hellbound

Música