PUBLICIDADE
Topo

Música

Atração do Rock in Rio nesta sexta, Frejat lança clipe de "O Amor é Quente"

Do UOL, em São Paulo

20/09/2013 09h47

Primeira atração do Palco Mundo nesta sexta-feira (20) no Rock in Rio, Frejat divulgou o clipe da música "O Amor é Quente". O músico abre caminho para Matchbox Twenty, Nickelback e Bon Jovi, que se apresentam no mesmo palco.

A faixa é o primeiro lançamento inédito do músico desde o álbum “Intimidade Entre Estranhos”, de 2009, e dá o nome a sua nova turnê, que tem estreia no Rock in Rio. Dirigido por André Horta e Pedro von Krüguer, o clipe foi gravado no Museu de Arte Moderna do Rio.

Mais atrações
Já o Palco Sunset recebe as apresentações de Ben Harper e Charlie Musselwhite, além dos shows conjuntos de Mallu Magalhães e Banda Ouro Negro, The Gift e Afrolata, Grace Potter and The Nocturnals e Donavon Frankenreiter. 

Primeiro dia do metal

Os shows desta quinta-feira marcaram o início das atrações mais pesadas desta edição do Rock in Rio. O destaque da noite foi a apresentação do Metallica, que voltou ao festival após apenas dois anos, com repertório que revirou praticamente toda a discografia da banda -- dos mais antigos "KIll 'Em All" (1983), "Ride The Lightning" (1984) e "Master of Puppets" (1986) a álbuns mais recentes como "Reload" (1997) e "Death Magnetic" (2008). Sucessos do chamado "álbum preto" do grupo, como "Enter Sandman" e "Nothing Else Matters", também compuseram o repertório do show, de quase duas horas de duração.

Os shows do 4º dia do festival em um "tuíte"
Veja Álbum de fotos
O saudosismo também deu as cartas no show dos veteranos do grunge Alice in Chains, que levaram os fãs de volta ao ano de 1992, época em que a banda lançou "Dirt", um de seus álbuns mais celebrados, que ajudou a compor o repertório da apresentação. Mesmo com um cantor novo na banda, Wlliam DuVall -- já conhecido do público brasileiro desde 2011, quando a banda tocou no festival SWU --, o Alice In Chains soube passar pela sombra da morte do vocalista Layne Staley e preservar o mesmo som, até um pouco mais pesado.
 
Principal palco do festival, o Mundo teve ainda nesta quinta os brasileiros do Sepultura, que tocaram junto com o grupo francês de percussão Tambours du Bronx, e os suecos do Ghost BC, em sua apresentação performática repleta de provocações à igreja católica que não animou muito o público da Cidade do Rock.
 
Já o Palco Sunset, cuja programação começou no início da tarde e é marcada por parcerias, trouxe as bandas Dr. Sin e República, com o guitarrista Roy Z,, além do ex-Angra Edu Falaschi, que voltou ao festival com a Almah e, empolgou o público com um cover de "Rock And Roll" do Led Zeppelin em um tributo às "raízes do heavy metal".
 

O Sunset também teve a volta do ex-Skid Row Sebastian Bach, que enfrentou problemas com o som e uma plateia mais fria. Rob Zombie encerrou o palco não apenas com seu som pesado -- que vai do thrash metal ao noise rock --, mas com seu baú cheio de referências ao universo do cinema de horror. 

Música