PUBLICIDADE
Topo

Baterista de jazz Chico Hamilton morre aos 92 anos nos EUA

Chico Hamilton se apresenta na Casa Branca, em 2004 - Susan Walsh/SP
Chico Hamilton se apresenta na Casa Branca, em 2004 Imagem: Susan Walsh/SP

Do UOL, em São Paulo

27/11/2013 14h24

O baterista de jazz norte-americano Chico Hamilton morreu aos 92 anos em Nova York, nos Estados Unidos, na segunda-feira (25). Hamilton, que nasceu em Los Angeles, foi um dos principais nomes do jazz no período pós-guerra.

O músico trabalhou com grandes nomes do cinema como Fred Astaire, Bing Crosby e Bob Hope, além de músicos como Ella Fitzgerald, Billie Holiday, Sammy Davis Jr., Tony Bennett, Billy Eckstein e Nat King Cole.

Ao longo da extensa carreira, Hamilton gravou mais de 60 discos e estava prestes a lançar mais um, intitulado "Inquiring Minds", com lançamento marcado para a primaveira de 2014, no hemisfério norte.

Entre os músicos influenciados por Hamilton, está Charlie Watts, baterista do Rolling Stones. "O primeiro disco que eu comprei, tinha o Hamilton tocando bateria. Eu nem consigo explicar o que eu senti na época", declarou o músico, segundo o site do jornal "Telegraph".

Responsável por descobrir nomes como os guitarristas Jim Hall, Gabor Azabo, Larry Coryell; os saxofonistas Eric Dolphy e Charles Lloyd e o baixista Ron Carter, Hamilton desenvolveu uma maneira própria de tocar o instrumento pelo qual ficou famoso.

"Eu sempre vi a bateria como um instrumento melódico, e não de percussão. Eu desenvolvi meu próprio toque com a bateria. Pode não ser uma maneira expansiva de tocar, mas é minha", disse, em 2009, de acordo com o "Telegraph".