Música

Falcão diz que Rossi derrubou preconceitos em relação à música brega

Do UOL, em São Paulo

20/12/2013 12h05Atualizada em 20/12/2013 17h02

O cantor brega Falcão lamentou a morte de Reginaldo Rossi, nesta sexta-feira (20) por falência de múltiplos órgãos. O bom humor e "breguice" tão característicos do trabalho de Falcão tiveram influências de Reginaldo Rossi. "Eu me inspirei nessa parte melódica e bem-humorada, quase sacana, que ele tinha", disse o cantor cearense, por telefone, ao UOL

Ainda segundo Falcão, Rossi derrubou preconceitos em relação à música brega por causa da qualidade de seu trabalho. "Tudo o que ele fazia era bem-feito. Ficou muito popular. Era daqueles que o povo pedia. Era um amigão, quase um irmão", disse o cantor.

O empresário do cantor, Antonio Mojica, contou ao UOL que antes de ser internado Reginaldo acreditava que estava com gripe. "Há um mês [antes do diagnóstico de câncer], ele falava que estava com gripe. Toda hora falava disso. Ele devia estar com problema no pulmão desde aquela época". Antonio disse que o cantor fumava muitos cigarros por dia. "Ele fumava toda hora. Chegava a acender um cigarro no outro".

A viúva do artista, Celeide, ficou sabendo da notícia quando chegou no hospital pela manhã. "Preferimos contar para ela pessoalmente, e não por celular", disse o empresário. Reginaldo deixa o filho Roberto.

O escritor e jornalista Paulo César de Araújo, autor do livro "Eu Não Sou Cachorro, Não" --no qual discorre sobre a relação da música brega com o regime militar--, reiterou, por telefone, a importância de Rossi para a quebra de preconceitos. "Ele tinha uma inteligência e um bom humor que eram diferenciais, e essa postura de sempre ter se assumido como um cantor brega serviu como influência para esta nova geração de artistas como Gaby Amarantos", afirmou. "Um conceito do orgulho brega que faz parte da cultura."

O produtor argentino Mister Sam, amigo de longa data do cantor e conhecido por ter lançado a carreira de Gretchen, também lamentou a morte do artista. "Reginaldo era um grande compositor, um grande artista e uma grande pessoa. Um verdadeiro showman e igual a ele não teremos mais".

Por meio de comunicado à imprensa, a banda Calypso, que recentemente gravou DVD com a participação de Rossi e que tinha 18 anos de amizade com o cantor, expressou sua tristeza. "Estamos em oração aqui, de mãos dadas por você, Reginaldo. Nosso rei, nosso amigo e nosso irmão. As lembranças da sua alegria, da sua música e dos nossos bons momentos estarão guardadas sempre em nossos corações!"

Também por meio de comunicado, a cantora Roberta Miranda disse que "é muito triste perder um companheiro de estrada". "Ele sempre esteve lutando para ser um artista de sucesso, e foi! Espero que Deus conforte os familiares. Com certeza ele ficará eternizado em seus sucesso, tanto no nordeste como no Brasil inteiro".

O sertanejo Bruno, da dupla com Marrone, divulgou nota dizendo que Reginaldo deixa a música órfã. "Mas que ele descanse e agora nos resta homenageá-lo. Já estávamos pensando em gravar uma música dele no próximo DVD, mais que merecido".

China, músico de Pernambuco, também se pronunciou dizendo que "para muitos nordestinos, Reginaldo é tão Rei quanto Roberto Carlos". "É o cara que conseguiu implantar a guitarra dentro da música nordestina. É o único artista pernambucano na Jovem Guarda. É um exemplo para gente."

  • O apresentador Rodrigo Faro parodiando Reginaldo Rossi em seu programa, "O Melhor do Brasil"

O apresentador da TV Record Rodrigo Faro, que já fez uma paródia de Rossi em seu programa "O Melhor do Brasil", disse ao UOL ter ficado bastante triste com a notícia."A importância dele para a música é enorme, é um dos reis do nosso Brasil", comentou. "Um cara que se consagrou com a música romântica no Nordeste e levou seu talento para o país inteiro. Reginaldo vai deixar saudade e fico feliz por poder ter feito uma homenagem para ele em vida."

Baterista da Nação Zumbi, Pupillo Oliveira exaltou a diversidade da comunicação de Reginaldo. "Um artista com grande poder de comunicação, sem distinção de classes. Com suas músicas aprendemos que também existe poesia na dor do amor leviano".

Considerado "rei do brega", o cantor estava internado desde o dia 27 de novembro no Hospital Memorial São José, no Recife, quando sentiu fortes dores no peito. Na semana passada, ele recebeu diagnóstico de câncer no pulmão.

Veja a repercussão entre os artistas no Twitter

Roberta Miranda, cantora 

Gente ! Acordei com esta triste noticia . Temos registrada uma linda história . Obrigada meu Reginaldo Rossi

Serginho Groisman, apresentador
"A música brega é talvez a mais popular. Seu rei está morto. Passou a vida fazendo o que mais amava: cantar. RIP Reginaldo Rossi"

Astrid Fontenelle, apresentadora
"RIP meu querido #reginaldorossi. Muitas entrevistas, muita bagunça... Sujeito da melhor qualidade",

Nany People, humorista
"A música Romântica está triste... vá Brilhar no Céu Querido Mestre ... faleceu #ReginaldoRossi"

Tati Quebra Barraco, cantora
"Hoje é um dia de luto para todos os garçons o rei do brega Reginaldo Rossi, infelizmente fez a passagem. Vai em paz, vai com Deus!"

Falcão, cantor
"#Reginaldo O céu ficou mais brega, alegre e romântico"

Tico Santa Cruz, cantor
"Figuras emblemáticas de qualquer estilo merecem nosso respeito. Figuras emblemáticas de qualquer estilo merecem nosso respeito. O Brega de Reginaldo Rossi sempre foi leve e divertido. Fica esse brega de mal gosto atual e parte mais um artista que marcou sua história na música brasileira. Quando trabalhei como operador de Videokê, ouvi e até cantei sorrindo muitas vezes suas músicas. Luz no seu caminho"

Karina Buhr, cantora
"Reginaldo Rossi. O que vai ser de nós sem ele é que ele vai ficar do lado sempre, não tem jeito. Amor eterno"

Gaby Amarantos, cantora
"Nem consigo explicar o que estou sentindo, um mix de tristeza com alívio pois quando a gente ama alguém não aguenta ver o ser amado sofrendo e este homem na minha opinião é um dos MAIORES artistas do Brasil, estando no mesmo nível de Roberto Carlos mas a hipocrisia que alimenta o preconceito fez com que esse REI da música/voz/coragem não tivesse o reconhecimento que merecia"

Paulinho Serra, humorista
"Morreu com 69... Ironia ou não é uma maneira divertida de falar de um cara tão divertido. #RipReginaldorossi"

Ana Hickmann, apresentadora
"Gente, estou muito triste. Nosso grande amigo Reginaldo Rossi partiu. Papai do céu recebe este anjo ao seu lado, ele vai fazer muita falta. Força pra toda a família e para os fãs deste grande cantor"

Roberta Miranda, cantora
"Gente ! Acordei com esta triste noticia . Temos registrada uma linda história . Obrigada meu Reginaldo Rossi"

Arnaldo Branco, cartunista
"Morreu Reginaldo Rossi, uma espécie de Dicró da Jovem Guarda"

  • Reprodução/Instagram

    Roberta Miranda publica foto no Instagram

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]


Trajetória

Reginaldo Rodrigues dos Santos Rossi nasceu no Recife no dia 14 de fevereiro de 1943 e ingressou na faculdade de engenharia, mas não chegou a se formar e trabalhou como professor de matemática.

Começou a carreira artística em 1964 imitando Roberto Carlos em bares e clubes da capital pernambucana. Na época, ele era acompanhado pelo conjunto The Silver Jets.

Em 1966, lançou o primeiro LP, "O Pão", seguido por "Festa dos Pães", no ano seguinte. Em 1970 se afastou do rock com "À Procura de Você", que o introduziu no gênero brega-romântico, do qual se tornaria um dos maiores expoentes, ao lado de nomes como Odair José, Amado Batista, Wando e Agnaldo Timóteo.

Em meados dos anos 1980, já com 18 discos gravados, Rossi era um sucesso de vendas no Norte e Nordeste, mas permanecia desconhecido no eixo Rio-São Paulo. Em 1987 lançou um de seus maiores sucessos, "Garçom", que o tornaria conhecido no Sul e Sudeste no fim dos anos 1990.

Ao longo de sua carreira, o cantor gravou com artistas como WanderléaRoberta Miranda e Planet Hemp, e aceitou de bom grado o título de "Rei do Brega". Com cerca de 50 álbuns lançados, ele recebeu 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante.

Em 2011, Rossi venceu o Prêmio da Música Brasileira na categoria de melhor cantor popular, pelo álbum ao vivo "Cabaret do Rossi", que também rendeu um DVD, em que fazia releituras de sucessos como "Taras & Manias", "Dama de Vermelho", "Boate Azul", "Amor I Love You", "Só Você" e "I Will Survive".

Em 2009, ele participou do quadro "Dança dos Famosos", no programa "Domingão do Faustão". Fora da carreira artística, Reginaldo Rossi candidatou-se em 2010 a deputado estadual de Pernambuco, mas não foi eleito. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Matias
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
Adriana de Barros
Reuters
Da Redação
Estadão Conteúdo
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música
do UOL
do UOL
do UOL
Música
Chico Barney
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Entretenimento
UOL Música - Imagens
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
Topo