PUBLICIDADE
Topo

Última aparição pública dos Beatles, com show em telhado, completa 45 anos

Show dos Beatles no telhado da Apple Studios, em Londres - Reprodução
Show dos Beatles no telhado da Apple Studios, em Londres Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

30/01/2014 19h25

Há 45 anos, no dia 30 de janeiro de 1969, os Beatles se apresentavam juntos pela última vez, com um show em Londres.

Paul McCartney, John Lennon, George Harrison, Ringo Starr e o tecladista Billy Preston fizeram uma apresentação surpresa no telhado da sede da gravadora Apple, no centro comercial da capital inglesa.

O show durou 42 minutos e o set list incluiu nove takes de cinco canções --"Get Back", "Don't Let Me Down", "I've Got a Feeling", "One After 909" e "Dig a Pony"-- antes de ser interrompido pela Polícia Metropolitana. Cenas do show foram usadas posteriormente no documentário "Let It Be", de 1972, e gravações de "I've Got a Feeling", "One After 909" e "Dig a Pony" entraram no LP de mesmo nome. 

Não se sabe de quem foi a ideia do show, mas consta que a decisão foi tomada poucos dias antes. De acordo com o livro "The Complete Beatles Chronicle", de Mark Lewisohn, George trouxe Preston na esperança de que um músico de fora pudesse ajudar o grupo a manter o foco. Veja trechos abaixo:

"Havia um plano para tocar ao vivo em algum lugar. Estávamos pensando para onde poderíamos ir --Ah, o Palladium ou o Sahara'. Mas teríamos que levar todo o equipamento, então decidimos: 'Vamos subir no telhado'", conta Ringo no livro "The Beatles Antology".

Quando os Beatles começaram a tocar, houve comoção entre os espectadores que passavam pela rua, cinco andares abaixo, muitos dos quais em horário de almoço. Quando a notícia se espalhou, uma multidão se formou nas ruas e nos telhados dos prédios próximos, e a polícia avaliou que o show estava causando problemas de barulho e trânsito.

A polícia teve que ameaçar os funcionários da Apple de prisão para serem admitidos dentro do prédio e a banda continuou tocando por vários minutos após a chegada dos policiais.

Paul improvisou a letra de "Get Back" para falar da situação: "Você está brincando no telhado de novo e sabe que sua mãe não gosta, ela vai mandar te prender!". Com a conclusão de "Get Back", o show terminou e John agradeceu: "Quero agradecer em nome do grupo e de nós todos e espero que tenhamos passado no teste".

O quarteto de Liverpool ainda gravaria mais um álbum de estúdio, "Abbey Road", mas a banda terminou oficialmente em novembro de 1969 sem fazer outro show.

50 anos da Beatlemania

Com a comemoração de 50 anos da chegada dos Beatles aos Estados Unidos e do início da Beatlemania, os dois remanescentes do grupo, Paul e Ringo, se reuniram para um tributo com participações de músicos como Stevie Wonder, Pharrel Williams, Dave Grohl, Katy Perry e Dhani Harrison, filho de George Harrison.

Paul e Ringo encerraram o show, gravado para o especial de TV "The Night That Changed America: A Grammy Salute to The Beatles" (em tradução livre, A Noite que Mudou a América: Uma Saudação do Grammy para os Beatles), realizado pela Academia do Grammy para lembrar a primeira aparição do quarteto no "Ed Sullivan Show", em 9 de fevereiro de 1964. Os dois amigos tocaram juntos "With a Little From my Friends" e "Hey Jude".

Antes, no domingo (26), Ringo se juntou a Paul para tocar "Queenie Eye", do último álbum deste, na cerimônia de entrega do Grammy 2014. A viúva de John, Yoko Ono, e seu filho, Sean, também estavam presentes. Os dois não se apresentavam juntos desde 2009.