Música

Medina vende 50% do Rock in Rio à empresa americana por R$ 150 milhões

Marco Antonio Teixeira/UOL
Roberto Medina, criador do Rock in Rio Imagem: Marco Antonio Teixeira/UOL

Do UOL, de São Paulo

14/02/2014 12h39

A SFX Entertainment, empresa norte-americana de produção de shows e entretenimento digital, anunciou a compra, por R$ 150 milhões, de 50% do controle do festival Rock in Rio. Anunciada em novembro do ano passado, a transação ainda não havia tido seus valores divulgados. Segundo comunicado, o objetivo é expandir internacionalmente o evento, principalmente para os Estados Unidos, onde a primeira edição será realizada em 2015.

Especializada em eventos voltados à música eletrônica, a SFX já organiza os festivais “Tomorrowland”, “TomorrowWorld”, “Mysteryland” e “Sensation”. Os executivos não informaram, no entanto, se o Rock in Rio, que já conta com palcos voltados à música eletrônica, irá agora privilegiar o estilo. "A música eletrônica tem se estabelecido entre os festivais de música moderna e esperamos que essa tendência cresça para divulgarmos ainda mais os DJs e produtores na nossa rede", disse o presidente da SFX, Robert FX Sillerman.

A outra metade da empresa que detém os ativos do festival, a Rock World, ficará com seu fundador, Roberto Medina, e com a IMX, companhia de entretenimento de Eike Batista, que reduzirá sua participação acionária de 50% para 20%. Medina será mantido como sócio e gestor do Rock in Rio.

Criado em 1985, o Rock in Rio já teve 13 edições, sendo cinco delas no Brasil e oito em Portugal e na Espanha. Após cancelamentos em Madri e Buenos Aires, estão confirmadas novas edições para Lisboa, em 2014, e no Rio e Las Vegas, em 2015, quando o festival celebra 30 anos. Cerca de 7 milhões de pessoas já assistiram aos shows do Rock in Rio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Adriana de Barros
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
BBC Brasil - Cultura
do UOL
ANSA
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
Reuters
Adriana de Barros
Reuters
Música
do UOL
Adriana de Barros
Adriana de Barros
Adriana de Barros
AFP
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
Adriana de Barros
do UOL
Topo