Música

Medina vende 50% do Rock in Rio à empresa americana por R$ 150 milhões

Marco Antonio Teixeira/UOL
Roberto Medina, criador do Rock in Rio Imagem: Marco Antonio Teixeira/UOL

Do UOL, de São Paulo

A SFX Entertainment, empresa norte-americana de produção de shows e entretenimento digital, anunciou a compra, por R$ 150 milhões, de 50% do controle do festival Rock in Rio. Anunciada em novembro do ano passado, a transação ainda não havia tido seus valores divulgados. Segundo comunicado, o objetivo é expandir internacionalmente o evento, principalmente para os Estados Unidos, onde a primeira edição será realizada em 2015.

Especializada em eventos voltados à música eletrônica, a SFX já organiza os festivais “Tomorrowland”, “TomorrowWorld”, “Mysteryland” e “Sensation”. Os executivos não informaram, no entanto, se o Rock in Rio, que já conta com palcos voltados à música eletrônica, irá agora privilegiar o estilo. "A música eletrônica tem se estabelecido entre os festivais de música moderna e esperamos que essa tendência cresça para divulgarmos ainda mais os DJs e produtores na nossa rede", disse o presidente da SFX, Robert FX Sillerman.

A outra metade da empresa que detém os ativos do festival, a Rock World, ficará com seu fundador, Roberto Medina, e com a IMX, companhia de entretenimento de Eike Batista, que reduzirá sua participação acionária de 50% para 20%. Medina será mantido como sócio e gestor do Rock in Rio.

Criado em 1985, o Rock in Rio já teve 13 edições, sendo cinco delas no Brasil e oito em Portugal e na Espanha. Após cancelamentos em Madri e Buenos Aires, estão confirmadas novas edições para Lisboa, em 2014, e no Rio e Las Vegas, em 2015, quando o festival celebra 30 anos. Cerca de 7 milhões de pessoas já assistiram aos shows do Rock in Rio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

UOL Música
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
Topo