Topo

Música


Raimundos homenageia Senna no Lolla e relembra passado áureo da banda

Patrícia Colombo

Do UOL, em São Paulo

2014-04-06T15:11:18

06/04/2014 15h11

Segunda atração deste domingo (6) no Lollapalooza 2014, o Raimundos ainda acompanhava a chegada do público ao Autódromo de Interlagos quando começou a tocar. Mas se enganou quem esperava que a banda se apresentaria para poucas pessoas por conta do horário. Com público significativo para um show das 13h30, a banda brasiliense intercalou no repertório alguns de seus clássicos dos anos 90 com faixas do mais recente álbum, "Cantigas de Roda", lançado este ano.

Já faz 13 anos que o vocalista Rodolfo Abrantes deixou de assumir o microfone na banda para se converter a uma igreja evangélica. E, muito embora o grupo não viva mais a popularidade de outrora e tenha caminhado aos trancos e barrancos para se manter em pé na última década, seus integrantes remanescentes ainda se mostram completamente capazes de sustentar uma boa apresentação com o peso e a irreverência conhecidas, respeitando a própria identidade do Raimundos.

Com o posto de vocalista e guitarrista, Digão comanda o quarteto, que da formação original só conta com ele e com o baixista Canisso --Marquim (guitarra) e Caio (bateria) completam o line-up atual. As clássicas rodas de pogo integram o cenário e Digão aproveitou o fato de o evento estar sendo realizado no Autódromo para homenagear Ayrton Senna com “Esporrei na Manivela”. “Esse ídolo merece nosso carinho. Ele esporrava na parada e passava na frente de todo mundo na raça. Essa vai para ele”.

Tendo colocado no mercado o primeiro trabalho de inéditas em 12 anos (sucessor de “Kavookavala”, de 2002, sem Abrantes), financiado com a ajuda dos fãs por meio de crowdfunding, os shows dessa fase do grupo se alternam entre os novos ventos de “Cantigas de Roda” e a nostalgia de um passado áureo tão respeitado pelo público de rock nacional, enrijecido principalmente pelos álbuns “Raimundos” (1994), “Lavô Tá Novo” (1995) e “Só no Forévis” (1999).

Músicas como “Mulher de Fases”, “Palhas do Coqueiro”, “Deixa Eu Falar”, “Puteiro em João Pessoa”, “I Saw You Saying”, “Me Lambe” e “Eu Quero Ver o Oco” foram intercaladas pelas mais recentes como “Baculejo”, por exemplo.

Relações perigosas

Confira as ligações entre grupos do Lollapalooza e por que vale a pena ver cada um no festival

Clique para ver