PUBLICIDADE
Topo

Com suposta doença de guitarrista, AC/DC pode anunciar seu fim em breve

Do UOL, em São Paulo

15/04/2014 09h53

Dono de grandes clássicos do rock, como “Highway to Hell” e “Jailbreak”, o AC/DC pode estar prestes a acabar. O futuro da banda australiana está no ar desde as primeiras horas desta terça-feira (15), quando uma estação de rádio da região informou que a banda está prestes a se aposentar devido a doença de um integrante

De acordo com o repórter Peter Ford, da rádio "3AW", o integrante seria o guitarrista Malcolm Young, que teria retornado à Austrália com sua família. Com isso, a banda estaria cancelando a turnê mundial prevista para este ano.

"Minha opinião é que não haverá turnê e que nunca mais voltaremos a ver o AC/DC tocar ou gravar de novo. Os meninos têm um pacto para não receber novos integrantes no grupo; ninguém será substituído e, quando alguém sair, o grupo acabará", indicou Ford. Neste aspecto, principal motivo para o fim do grupo seria a vontade do guitarrista Malcolm Young de não sair mais da Austrália.

Johnson, que entrou na banda em 1980, após a morte do ex-vocalista Bon Scott, esteve à frente da banda desde a gravação do álbum "Back in Black", um dos mais influentes da história do rock.

O lendário guitarrista Angus Young, irmão de Malcolm e reconhecido por seus característicos uniformes escolares, o baterista Phil Rudd e o baixista Cliff Williams completam a atual formação do AC/DC. 

Doença

Ford não fala em doença, mas os rumores de que este seria o real motivo do fim do AC/DC aconteceram a partir de um e-mail anônimo enviado para estação de rádio “6PR”, de Perth, na Austrália. O remetente estava identificado apenas como "Thunderstruck", nome de um dos hits do AC/DC.

O texto afirma: "Eu tenho muito bons contatos na Europa próximos ao AC/DC que dizem que um membros da banda está bastante doente e retornou para a Austrália com sua família. Membros do AC/DC já fizeram um pacto que nenhum membros da banda será substituído”, relatou o jornal britânico “The Guardian”.

O jornal local “The Australian” também noticiou os rumores, mas afirmou que a banda reservou um estúdio em Vancouver para gravar um novo disco a partir do dia 1° de maio.

O vocalista do AC/DC, Brian Johnson, afirmou em fevereiro, durante entrevista a uma rádio da Flórida, que um membro da banda estava doente, motivo que levou os integrantes a se silenciarem sobre os próximos passos da banda.

"Nós temos negado porque não tínhamos certeza", disse ele. "Um dos nossos meninos está muito doente, por isso, não gostaríamos de dizer nada”. No entanto, ele confirmou o plano de gravar um novo disco, sucessor de “Black Ice” (2008). “Mas eu acho que nós vamos entrar em estúdio em maio em Vancouver. O que significa que devemos estar preparados”.

Segundo a publicação, a banda ainda não quis se pronunciar sobre os novos rumores.

* Com informações da EFE

Música