PUBLICIDADE
Topo

MC Gui e amigos fecham avenida na zona leste para homenagear irmão morto

James Cimino

Do UOL, em São Paulo

22/04/2014 11h25

Foi enterrado na manhã desta terça-feira (22), Gustavo Matheus Castanheira Alves, irmão do funkeiro prodígio Mc Gui, de 15 anos, no cemitério da Vila Alpina, na zona leste de São Paulo. Após o enterro, MC Gui, a irmã Stephanie e amigos foram até a loja da família, no Jardim Imperador, também na zona leste, prestar uma homenagem ao rapaz. Com dezenas de amigos, eles interditaram a avenida Luis Pires de Minas, acelerando motos até deixar marcas no asfalto. A interdição durou apenas alguns minutos, mas atrapalhou tráfego na região. 

Em seguida, Gui, sem capacete, e amigos, deram um rolezinho sobre as motos pelas ruas do bairro. Momentos antes, o cantor já havia pichado a calçada e a porta da loja da família com palavras de amor, como "Te amo, Zangão [apelido do irmão]". "A partir de agora, meus shows serão todos em homenagem a ele", disse Gui, ao UOL.

O enterro do jovem foi acompanhado por centenas de fãs do MC Gui. As "guináticas", como são chamadas as fãs do funkeiro, foram convocadas à cerimônia pelo próprio cantor por meio das redes sociais. Emocionado, o MC cantou uma música nova, chamada "Tenha Fé", e disse que era uma das preferidas do irmão. Gustavo Matheus Castanheira Alves, de 17 anos, foi vítima de uma parada cardíaca. Segundo a família, o jovem não tinha histórico de problemas cardíacos. 

Cercado por seguranças, o ídolo do funk ostentação ficou debruçado sobre o caixão do irmão quando este era transportado até o local de enterro. As fãs, que não puderam se aproximar do MC, gritavam "Força, Gui". O funkeiro agradeceu a presença de todos. Os pais de Gui e de Gustavo, Cláudia e Rogério, também choraram muito durante a cerimônia. Segundo amigos da família, Gui teve de deixar o velório durante a madrugada por conta do tumulto.

O UOL conversou com um amigo de infância de Gustavo, João Vitor Marchini, 18 anos. "A última vez que a gente se viu foi no domingo...". O jovem para, leva a mão ao rosto e começa a chorar. "Não consigo nem falar. Passei muitas com ele. Lembro dele falando pro Gui não deixar os pais preocupados. No domingo, dei um abraço nele e disse: 'fica com Deus'. Ele falava que a Julia [namorada do Gustavo] ia ser a última mulher da vida dele". 

Morte
Na noite de domingo, Gustavo foi a um churrasco com alguns amigos, onde começou a se queixar de dores no peito. O jovem foi para casa, mas ao chegar lá disse que estava se sentindo melhor e que gostaria de voltar para a festa, mas ao deixar a casa, as dores aumentaram. Ele foi levado para o hospital, mas, segundo familiares, já chegou ao local sem vida. 

Gustavo deu entrada no Hospital Municipal do Jardim Iva (Zona Leste de São Paulo) – Dr. Benedicto Montenegro por volta das 4h30 desta segunda-feira (21). À Record, a mãe do garoto, Cláudia, disse que pouco depois de chegar ao hospital, os médicos disseram que nada mais poderia ser feito. 

MC Gui soube da morte do irmão quando chegava de uma série de três apresentações em Jarinú, Tatuí e Sorocaba, no interior de São Paulo. Gui e o pai dos jovens, Rogério, afirmaram que Gustavo já havia se queixado de dores no peito e cansaço, mas que as dores eram leves e passavam com o uso de medicamentos. Gui disse que recebeu mais de dez ligações de Gustavo na madrugada de segunda. "Quando atendi, ele disse que me amava muito. Uns 15 minutos depois ele morreu", contou. 

Fãs de Gui ficam mais de 9h em fila. Conheça as Guináticas