Topo

Música


Morre aos 70 anos Bobby Womack, expoente da soul music nos anos 60 e 70

26.fev.2014 - O músico Bobby Womack participa da cerimônia do prêmio do Sindicato dos Supervisores Musicais em Los Angeles - Jonathan Leibson/Getty Images for Guild of Music Supervisors
26.fev.2014 - O músico Bobby Womack participa da cerimônia do prêmio do Sindicato dos Supervisores Musicais em Los Angeles Imagem: Jonathan Leibson/Getty Images for Guild of Music Supervisors

Do UOL, em São Paulo

27/06/2014 21h48Atualizada em 28/06/2014 09h05

O cantor de soul Bobby Womack morreu nesta sexta-feira (27) aos 70 anos. De acordo com o site da revista Rolling Stone, um representante da gravadora do músico confirmou a morte. No entanto, a causa ainda é desconhecida.

Womack foi um dos principais expoentes da soul music nos anos 1960 e 1970, emplacando nas paradas quase 50 hits durante sua carreira, muitos deles de própria autoria, incluindo "Woman's Gotta Have It" (1972) e "Lookin' for a Love" (1974), que chegaram ao primeiro lugar. Um de seus primeiros sucessos foi  "It's All Over Now" --faixa lançada em 1964 e gravada pelos Rolling Stones um mês mais tarde, que foi para o primeiro lugar das paradas do Reino Unido na versão dos britânicos.

Ronnie Wood, guitarrista dos Stones, foi um dos primeiros a lamentar a morte de Womack. "Estou muito triste de saber sobre o meu amigo Bobby Womack --o homem que podia fazer você chorar quando cantava trouxe lágrimas aos meus olhos com sua morte", escreveu ele em seu Twitter. "Meu coração fica com sua família e amigos e todos que amavam sua música. Bobby, você fará muita falta", completou.

Ouça "It's All Over Now" na versão dos Valentinos, segunda banda de Womack

Desde o ano passado, Womack foi diagnosticado com um estágio inicial da doença de Alzheimer. Já durante parte dos anos 1980, o cantor lutou contra as drogas, ficando internado em um centro de reabilitação para o tratamento. Uma série de problemas de saúde se seguiram, incluindo diabetes, pneumonia e câncer de cólon.

Em 2012, o músico se declarou livre do câncer e deu uma nova guinada em sua carreira. Após ficar mais de dez anos sem gravar novas músicas, ele lançou o álbum "The Bravest Man in the Universe". Produzido por Damon Albarn e Richard Russell, o CD ficou entre os 50 melhores álbuns da revista Rolling Stone.

Em novembro de 2013, ele esteve no Brasil para participar do festival Back2Black no Rio e em São Paulo. Antes de morrer, Womack havia iniciado as gravações de seu próximo álbum, cujo título provisório era "The Best Is Yet to Come". O projeto teria contribuições de Stevie Wonder, Rod Stewart e Snoop Dogg.

Carreira

Filho de dois músicos, Womack começou sua carreira como membro do Curtis Womack and the Womack Brothers, ao lado de seus irmãos Curtis, Harry, Cecil e do amigo Sam Cooke. Logo depois, a banda passou a se chamar Valentinos, com mais influências pop, e lançou o hit "It's All Over Now" (1964).

No mesmo ano, Cooke morreu e Womack se casou com a viúva do amigo, Barbara Campbell. O grupo Valentinos se dissolveu e ele se tornou um músico de estúdio, tocando guitarra em vários álbuns, incluindo "Lady Alma", de Aretha Franklin. Logo depois, lançou uma série de discos de R&B, entre eles: "Understanding", "Across 110th Street", ambos lançados em 1972, "Facts of Life" (1973) e "Lookin for a Love Again" (1974).

Womack alcançou o 20º lugar das paradas com "Across 110th Street", faixa tema do filme "A Máfia Nunca Perdoa" (1972), estrelado por Anthony Quinn e Yaphet Kotto. A música foi usada por Quentin Tarantino para os créditos iniciais de "Jackie Brown" (1997), sua homenagem aos filmes do gênero blaxploitation.

Ouça "Across 110th Street", tema do filme "A Máfia Nunca Perdoa", usado por Tarantino na abertura de "Jackie Brown"

Após a morte de seu irmão Harry, em 1974, a carreira de Womack ficou estagnada. Somente em 1981, ele retomou o sucesso com a faixa de R&B "If You Think You're Lonely Now".

Womack entrou para o Hall da Fama do Rock em 2009.  "Meu primeiro pensamento foi: 'eu gostaria de poder chamar Sam Cooke e compartilhar esse momento com ele'", disse Womack na ocasião. "Isso é quase tão excitante para mim quanto poder ver Barack Obama se tornar o primeiro presidente negro dos Estados Unidos da América. Isso prova que, se você é abençoado por ser capaz de esperar o que é importante para você, um monte de coisas vão mudar na vida ", concluiu.

Música