PUBLICIDADE
Topo

Nicki Minaj, Beyoncé e Chris Brown saído da prisão são destaque no BET 2014

Do UOL, em São Paulo

30/06/2014 11h35

O discurso de Nicki Minaj no BET Awards roubou a cena da premiação em Los Angeles, na noite de domingo (29). Ao agradecer por vencer na categoria artista feminino de hip-hop, pela quinta vez consecutiva, a rapper disse que esteve perto da morte recentemente e que a experiência a ajudou a ser ela mesma.

"Outro dia, literalmente, eu não contei isso a ninguém, eu realmente pensei que estava prestes a morrer. Tipo, eu estava fazer minhas orações para morrer. E eu não queria nem chamar a ambulância, porque eu pensei, 'Bem, se eu chamar a ambulância, quem vai chegar vai ser o TMZ", disse, fazendo a plateia rir.

"E eu preferiria sentar lá e morrer", ela acrescentou, olhando para a plateia. "E isso me fez perceber que eu não me importo com o que os outros têm a dizer. Eu serei eu."


 

No evento, que premia anualmente artistas afro-americanos no cinema e na música, além de atletas, Minaj apresentou ao vivo seu mais recente sucesso, "Pills N Potions".

No entanto, no palco, ninguém tirou o brilho de Beyoncé e Jay Z, que deram uma prévia da nova turnê em conjunto, “On the Run”, no palco do Nokia Theatre. O casal apresentou “Partition”. Enquanto o rapper mandava uma rima inédita no microfone, Beyoncé dançava no pole dance.

29.jun.2014 - Recém-saído da prisão, o rapper Chris Brown voltou aos palcos para apresentar sua mais recente hit, "Loyal", durante o BET Awards 2014 - Reuters - Reuters
Imagem: Reuters
Volta da prisão e declaração para ex
O megahit “Happy”, de Pharrell, venceu na categoria vídeo do ano. "Vocês mantêm as luzes acesas para nós", agradeceu o cantor.  Pharrell também ganhou como artista masculino de pop e R&B e fez uma performance lúdica de "Come Get It Bae", com participação da rapper reclusa Missy Elliott.

Outra volta também foi bastante festejada. Recém-saído da prisão, Chris Brown subiu ao palco com um casaco de xadrez, cantou e dançou seu novo hit, "Loyal".

Robin Thicke tocou piano ao vivo e dedicou sua performance de "Forever Love" para sua ex-mulher Paula Patton. Antes mesmo do primeiro acorde, ele se declarou: "Eu sinto sua falta, desculpe-me". Ao fim da apresentação, uma foto do ex-casal apareceu no telão.

Lionel Richie foi o homenageado da noite com o prêmio Lifetime Achievement. No cinema, o filme “12 Anos de Escravidão” venceu como melhor filme, ator (Chiwetel Ejiofor) e atriz (Lupita Nyong'o)