PUBLICIDADE
Topo

Gilberto Gil, Fagner, Ivan Lins e João Bosco fazem duetos com Elis em show

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

22/05/2015 06h00

Neste ano, quando Elis Regina completaria 70 anos de idade, a cantora foi tema do samba-enredo da Vai-Vai, que venceu o Carnaval paulistano. Fora isso, ganhou a biografia "Nada Será como Antes", de Julio Maria, que está entre as mais vendidas do Brasil. E agora a Pimentinha ainda será homenageada no show "Elis 70 Anos", capitaneado por seu filho João Marcelo Bôscoli, com apresentações nos dias 23 e 24 de maio, no Anhembi.

No espetáculo, um grande telão reproduzirá imagens da artista cantando algumas canções que a fizeram famosa. No palco, ao vivo, os cantores Gilberto GilFagnerJoão BoscoIvan LinsRenato Teixeira e Jair Oliveira (o último representando seu pai Jair Rodrigues) interpretarão algumas dessas músicas, fazendo um dueto com ela.

Ao UOL, Bôscoli contou que os artistas escolhidos para participar tiveram uma grande presença na vida da cantora. "A Elis continua contemporânea. Ela trabalhou bastante. Talvez ela mereça todas as homenagens que recebeu", disse o filho.
 
Todos os cantores serão acompanhados pela banda formada por Cuca Teixeira (bateria), Silvio Mazzuca (baixo acústico) e Tiago Costa (piano, teclado e arranjos).

bôscoli

  • Alexandre Schneider/UOL

    Nunca tivemos a postura de proibir nada sobre ela. Imagine um filho de Elis Regina agindo como censor de alguma obra? Minha mãe ficaria profundamente entristecida e envergonhada se fizéssemos isso

    João Marcelo Bôscoli
 
 
Entre uma canção e outra, em um formato diferenciado, Bôscoli e Luís Carlos Miele, que foi um grande amigo de Elis, apresentarão os cantores, contando histórias sobre eles e a cantora. "No ensaio, quando o Fagner ouviu a voz de Elis cantando 'Macuripe' [música de autoria do cantor, famosa na voz de Elis], ele tirou o microfone do pedestal e teve que se sentar, de tão emocionado que ficou", lembrou. "Ele morou na casa da Elis com o Ronaldo [Bôscoli, marido da cantora]. Me viu criança. Quando ele me encontra, me chama de 'bebê'. Já imaginou isso?", disse. 
 
Bôscoli destacou que Elis continua atraindo interesse das pessoas. "Basta você imaginar que, no dia do lançamento do site da Elis, eu dei 33 entrevistas. Qual site de internet que desperta na imprensa o interesse para tantas entrevistas?", questionou. A família de Elis Regina, aliás, colaborou com a escola de samba Vai-Vai e com o biógrafo Julio Maria na produção do samba-enredo e no livro sobre a cantora. "Nunca tivemos a postura de proibir nada sobre ela. Imagine um filho de Elis Regina agindo como censor de alguma obra? Minha mãe ficaria profundamente entristecida e envergonhada se fizéssemos isso", finalizou. 
 
As apresentações ocorrerão no Grande Auditório Celso Furtado, no Anhembi. Além dos shows, haverá também uma exposição e um vídeo exclusivo para a ocasião. A abertura da casa no sábado será às 18h, e o show às 21h. No domingo, será às 18h, e o show às 20h. O local tem capacidade para 2.502 pessoas, e os ingressos podem ser comprados pelo site www.ticket360.com.br ou pelo telefone 11 3674-9461.
 
Serviço
"Elis 70 Anos"
 
Quando: 23 e 24 de maio (sábado e domingo).
Sábado - abertura às 19h e show às 21h
Domingo - abertura às 18h e show às 20h
Onde: Grande Auditório Celso Furtado – Anhembi - Rua Olavo Fontoura, 1.209 - São Paulo
Quanto: De R$ 125 (meia superior B) a R$ 600 (inteira Elis Central)
Vendas: Pelo site www.ticket360.com.br e pelo telefone 11 3674-9461
Capacidade: 2.502 pessoas
Classificação: 16 anos
Mais informações: (11) 2226-0500