PUBLICIDADE
Topo

Katy Perry entra na polêmica sobre o VMA e Taylor Swift pede desculpas

Do UOL, em São Paulo

23/07/2015 10h20Atualizada em 23/07/2015 17h22

A cantora Katy Perry entrou na polêmica discussão entre Nicki Minaj e Taylor Swift sobre racismo na indústria musical logo após o anúncio dos indicados do Video Music Awards, na noite desta terça-feira (21). 

"Acho irônico usar esse argumento de 'mulher conta outra mulher' enquanto uma delas lucra imensuravelmente ao derrubar mulheres", comentou no Twitter. A mensagem é cifrada, mas seu alvo é certo: Taylor Swift e seu clipe de "Bad Blood", em que a cantora justamente tenta aniquilar outras mulheres. O vídeo figura na categoria de melhor do ano, e a cantora lidera as indicações da premiação este ano.

A discussão começou quando Nicki Minaj postou uma série de comentários no Twitter quando viu que seu clipe de "Anaconda" não concorria a melhor vídeo do ano. "Se você celebra mulheres com corpos magros, você será indicada a melhor vídeo do ano", criticou. Para a categoria em questão foram indicados Beyoncé, Ed Sheeran, Taylor Swift, Mark Ronson e Kendrick Lamar. 

Mesmo sem ter sido mencionada diretamente, Taylor sentiu necessidade de falar sobre o assunto e, de certa forma, vestir a carapuça. "Não tenho feito nada além de te amar e de te apoiar. Não é uma coisa sua colocar as mulheres contra as outras. Talvez um homem tenha pegado o seu lugar", disse ela. 

 
Nesta quinta-feira, Taylor pediu desculpas a Nicki por não ter entendido a reclamação da rapper. "Eu pensei que eu estava sendo criticada. Eu não havia compreendido o ponto, entendi errado e depois falei besteira. Desculpa, Nicki”, escreveu no Twitter. Nicki aceitou as desculpas, mas também mandou um beijo para Katy.

Reconhecimento
Nicki Minaj chamou atenção para a ausência de seu clipe entre os indicados e desabafou sobre o racismo velado na indústria musical. "As mulheres negras influenciam a música pop tanto quanto as brancas, mas raramente são reconhecidas por isso", comentou. 
Após Taylor ter "vestido a carapuça" com a crítica, Nicki deixou claro que não estava criticando a cantora. "Nada do que eu disse foi para Taylor. De que boicote vocês estão falando? A mídia branca e suas táticas", disse. Pouco depois, ela compartilhou uma mensagem de uma seguidora: "@taylorswift13 pare de falar sobre ‘apoiar todas as garotas’ como uma desculpa para não criticar a mídia racista que te beneficia e te glorifica”.
 

Nicki Minaj e Taylor Swift - Getty Images - Getty Images
Nicki Minaj x Taylor Swift: Enquanto a rapper reclamava que "vídeos com garotas magras" ganham indicação, Taylor vestiu a carapuça e disse: 'não é do seu feitio colocar uma mulher contra a outra'
Imagem: Getty Images

Nicki encerrou o assunto com o seguinte tuíte: “Estou orgulhosa por vocês verem como as coisas funcionam. Taylor Swift tirou as músicas do Spotify e foi aplaudida. Nós criamos o Tidal e fomos detonados“.

 


Rihanna
Katy endossou a crítica pela ausência de cantoras negras no principal prêmio do VMA ao citar outro clipe que causou comoção nas redes sociais e que não recebeu uma indicação sequer: "Bitch Better Have My Money", de Rihanna. Segundo Perry, o clipe estaria habilitado a concorrer por ter sido lançado no dia 1º de julho, que seria a data limite para inscrições do VMA.

A MTV não se posicionou sobre a ausências dos clipes de Rihanna e Nicki Minaj entre os indicados a Vídeo do Ano.