Topo

Música

Elza Soares une samba e distorção em nova música sobre violência doméstica

Divulgação
Elza Soares se prepara para lançar o novo disco, "A Mulher do Fim do Mundo" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

11/08/2015 13h18

Com suingue e experimentalismo, Elza Soares está de volta na novíssima “Maria da Vila Matilde”, canção que satiriza o problema da violência doméstica contra as mulheres. "Você vai se arrepender de levantar a mão para mim", canta Elza no refrão.

A música divulgada nesta terça-feira (11) para audição e download no site da Natura Musical une samba com distorção e dá o tom do novo disco de Elza, “A Mulher do Fim do Mundo”, primeiro disco somente de canções inéditas da cantora.

Produtor do álbum, Guilherme Kastrup comentou a faixa. "Além da interpretação vigorosa e cheia de malandragem da Elza, vale a pena reparar no brilhante solo que ela fez duelando com o trombone, como se fosse um instrumento de sopro tocado por um grande instrumentista de jazz", diz.

O novo trabalho marca o encontro da cantora com quase 60 anos de carreira com um time de músicos da vanguarda paulistana, de bandas e coletivos como Metá Metá e Passo Torto, como o Kiko Dinucci, Marcelo Cabral e Rodrigo Campos. A direção artística é de Celso Sim e Romulo Fróes. As 11 composições são assinadas tanto por integrantes do grupo quanto por outros compositores paulistas, como Cacá Machado, Clima, Douglas Germano e José Miguel Wisnik, entre outros.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!