PUBLICIDADE
Topo

The Script agrada com som melódico no Rock in Rio

Felipe Branco Cruz

Do UOL, no Rio

18/09/2015 21h18

Primeira atração internacional no Rock in Rio 2015, a banda irlandesa The Script subiu ao Palco Mundo com atraso de dez minutos, às 21h10, enquanto ainda acontecia no Palco Sunset, o show em homenagem à Cássia Eller. Pela primeira vez num palco brasileiro, o trio começou a apresentação com "Paint the Town Green", música do disco mais recente do grupo, "No Sound without Silence" (2014).

"Olá, Rock in Rio", cumprimentou em português o vocalista Danny O'Donoghue. No gargarejo, o público cantava e levantava bexigas para o alto, enquanto Danny gritava em português: "Pula! Pula! Vamos fazer barulho". Durante "You Won't Feel a Thing", Danny pulou a grade que separava o palco do público e foi para o meio da plateia, tomando a câmera das mãos do cinegrafista oficial do evento e filmando os fãs.

A simpatia do cantor foi retribuída pelo público mais velho, que estava na turma do fundão do festival. Foi o caso do casal carioca Tania de Rose, 63 anos, e Carlos Alberto de Rose, 62. "Gosto de música. E estou achando o show simpático", disse Tania, sobre as canções melódicas do grupo. Embora tenha um filho de 30 anos, o casal foi ao festival sozinho só para curtir. "Eu amo o Cazuza. Adoramos o show em homenagem aos 30 anos do festival."

Quem também curtiu o show foi o casal do Guarujá (SP) Cristina Cardoso, 53, e Marco Cardoso, 49. Trouxemos nossa filha e o marido dela", disse Cristina. "Eu escutei as músicas de todas as bandas antes do festival para decidir qual iria assistir. Não conhecia o The Script, mas achei bom", revelou Marco.

O gramado sintético do fundão foi transformado pela plateia durante o show em um grande parque, com as pessoas sentadas curtindo o rock melódico da banda irlandesa.

 

Música