PUBLICIDADE
Topo

Música

Dia do metal no Rock in Rio atrai famílias com crianças fãs do som pesado

Felipe Branco Cruz

Do UOL, no Rio

19/09/2015 21h58

A Cidade do Rock recebeu famílias completas para acompanhar o som pesado do line-up deste sábado (19) no Rock in Rio 2015. Pelos gramados do evento estavam muitas crianças, acompanhados pelos pais, que circulavam até esperar sua banda favorita subir ao palco. A maioria dos entrevistados pela reportagem do UOL aguardava pelo Metallica, que fecha a programação desta noite.

Gustavo Vaz, 9, que estava acompanhado do pai Claudio Vaz, 49, era um deles que esperava pelo Metallica. "Eu sou fanzão", disse o garoto. "Gosto do jeito que eles se vestem. Gosto da música. Eu só gosto de heavy metal", afirmou ele, destacando que também curte Slipknot, AC/DC e System of a Down. "Ensinei o meu filho direitinho, né?", disse o pai, que se orgulha em ter participado de todas as edições do festival, desde 1985. 

Outro fã mirim do estilo é o garoto Guilherme Conrado, 10, que foi a festival com o pai Mauricio, 39. "Meu cabelo grande é por causa do metal", garantiu "Gosto do Metallica por causa da emoção mesmo, mas curto também Mötley Crüe", completou Guilherme. Enquanto este é o primeiro festival do garoto, o pai já é um veterano. "Esta será a terceira vez que vou assistir ao Metallica no Rock in Rio". No festival de 2013, Maurício levou o filho mais velho, que hoje tem 19 anos. "Agora é a vez do Guilherme". 

A família Dias também decidiu ir ao festival junta. O pai Leonardo Dias, 46, levou os filhos Jean-Luc, 12, e Gilles, 16. "Eu sou metaleiro! Gosto de Metallica e Mötley Crüe", contou Jean-Luc, que já tinha vindo ao festival na véspera, para ver o Queen. "Meu irmão e meu pai que me influenciaram a gostar de heavy-metal", revelou. 

Rodrigo Chaves, 42 e a mulher Vivan Peduzzi, 37, levaram pela primeira vez o pequeno Hugo ao Rock in Rio. "Gosto de ouvir heavy-metal fazendo o dever de casa. Me ajuda a me concentrar", disse. O garoto estava acompanhado do amigo Lucas Moreti Dinucci, 9, que foi levado pela mãe metaleira Andreza Moreti, 39. "Eu já tinha comprado o ingresso e contei para ele que iria assistir ao Metallica. Ele me disse que queria muito ir. Não achei que seria perigoso não. Adoro ir a festivais", contou.

Música