PUBLICIDADE
Topo

Com Suplicy na plateia do Rock in Rio, Supla manda políticos "àquele lugar"

Leonardo Rodrigues

Do UOL, no Rio

26/09/2015 15h48

Os irmãos Supla e João Suplicy abriram os shows deste sábado (26) de Rock in Rio 2015 no Palco Sunset. A dupla, que se apresenta como Brothers of Brazil, tinha como convidado especial o baixista Glen Matlock, ex-Sex Pistols. Mas o que acabou roubando a cena foi a questão política.

Antes de o músico inglês subir ao palco, a dupla executou a faixa "É Tudo pelo Poder", com Supla conclamando a plateia a mostrar o dedo médio aos principais partidos políticos do país, citados nominalmente na letra, incluindo o PT, do pai Eduardo Suplicy, e o PMDB, da mãe Marta Suplicy.

Como de costume, o ex-senador estava na plateia assistindo ao show dos filhos. À reportagem do UOL, ele disse respeitar o sentimento de revolta na letra da música e da população e que conversa com o filho com frequência sobre o assunto.

"Ele [Supla] também fala que cada um é responsável pelos seus atos, e que é importante ser feita toda a investigação", afirmou, durante apresentação. "Mas ainda acredito no projeto do PT."

Bastante assediado, o político quase não conseguiu assistir ao show, com os inúmeros pedidos do público. Demonstrando paciência e simpatia, atendeu a todos com sorrisos.

Com a plateia chegando à Cidade do Rock, a abertura do segundo sábado de Rock in Rio foi vista por poucos. A música precisou disputar atenção com a imensa fila da montanha-russa do festival, que se formava invadindo parte da pista do Palco Sunset.