Topo

Música


"Quero terminar aquele show de Paris", diz músico do Eagles of Death Metal

Marion Ruszniewski/Rock&Folk/AFP Photo
13.nov.2015 - Imagem da banda Eagles of Death Metal no palco da casa de shows Bataclan, momentos antes de quatro terroristas armados abrirem fogo no local, um dos mais atingidos pelos atentados de Paris na sexta-feira (13) Imagem: Marion Ruszniewski/Rock&Folk/AFP Photo

Do UOL, em São Paulo

2015-11-25T10:28:25

25/11/2015 10h28

O baterista do Eagles of Death Metal, Julian Dorio, afirmou que quer “terminar” o fatídico show na casa Bataclan, em Paris, no último dia 13. A apresentação na famosa casa de shows francesa foi o principal alvo dos ataques à capital francesa.

O músico, que acompanhava a banda na turnê europeia, falou pela primeira vez sobre o incidente no Instagram. “Eu, junto com meus companheiros de banda, tivemos o privilégio de tocar para uma das multidões mais enérgicas da nossa turnê quando, próximo à metade da apresentação, o inimaginável aconteceu. O mal absoluto e desnecessário virou nosso mundo pelo avesso”.

Em um post emocionado, ele agradeceu a dois fãs por emprestarem o celular e o ajudarem a deixar o local e entrar em um táxi. “Vocês são meus heróis”, disse.

Julian ainda afirmou que está “contando os dias para que eu consiga terminar o show”.

Na semana passada, o vocalista Jesse Hughes também falou pela primeira vez sobre o horror vivido em Paris. "Diversas pessoas correram para o nosso camarim. Os terroristas entraram lá e mataram todo mundo, menos um rapaz que se escondeu sob minha jaqueta de couro", conta um atônito Jesse Hughes em teaser de uma entrevista divulgada pela revista Vice. A entrevista na íntegra será divulgada nesta semana.

O ataque durante o show do Eagles of Death Metal no Bataclan deixou 89 pessoas mortas e diversos feridos. A banda é um das atrações confirmadas para o Lollapalooza 2016, em São Paulo. Eles devem se apresentar no dia 12 de março, primeiro dia do festival de música.