PUBLICIDADE
Topo

Kanye chama Taylor Swift de "vadia" em música, e ela rebate: "Misógina"

Kanye West interrompe discurso de Taylor Swift no VMAs, em 2009 - Reuters
Kanye West interrompe discurso de Taylor Swift no VMAs, em 2009 Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

12/02/2016 05h34Atualizada em 12/02/2016 13h45

O novo álbum de Kanye West, "The Life of Pablo", lançado na noite desta quinta-feira (11), já tem sua primeira polêmica. Na música "Famous", o rapper chama a cantora Taylor Swift de "vadia": "Sinto como eu e Taylor poderíamos ainda ter sexo... Eu fiz essa vadia ficar famosa".

Segundo a revista norte-americana Variery, a estrela pop, por meio de sua assessoria, criticou a letra da nova música de Kanye West e a chamou de misógina (prega ódio a mulheres).

"Kanye não entrou em contato para pedir permissão, mas para pedir para Taylor divulgar 'Famous' no Twitter dela. Ela se recusou e o advertiu sobre divulgar uma música com conteúdo com forte mensagem misógina", disse a porta-voz da cantora.

Depois da repercussão da música, Kanye resolveu se posicionar em seu Twitter. "Eu não humilhei e jamais humilharia a Taylor Swift", ele escreveu. O cantor tentou explicar que o termo "bitch" (vadia) é tão comum nas músicas de hip-hop quanto o termo "nigga" (termo considerado ofensivo para se referir a negros nos EUA). 

Segundo o rapper, ele conversou com Taylor sobre o trecho polêmico da música e a cantora teria achado engraçado e aprovado. Kanye vai além e diz que, inclusive, a ideia de estar em uma das músicas dele foi da própria Taylor. A popstar teria dito isso a um amigo (que ele não revelou a identidade) durante um jantar.

O rapper fez o desabafo em uma série de 15 posts, numerando nove explicações sobre o processo de criação da música e de seu novo disco. Ele também disse ter tido a aprovação de sua mulher, Kim Kardashian. E ainda reclamou da falta de liberdade artística na indústria atual da música.

Histórico de desentendimentos

Em 2009, Kanye West interrompeu o discurso de Taylor Swift no VMAs (Video Music Awards, premiação da MTV) e disse que ela não merecia o troféu de melhor clipe feminino, e sim Beyoncé. No ano passado, durante o Grammy, os dois fizeram as pazes. A reconciliação, entretanto, durou até hoje, no lançamento de "The Life of Pablo".

O irmão de Taylor também protestou contra a música de Kanye West. Em seu perfil no Instagram, publicou um vídeo em que joga no lixo um par de tênis Yezzy, marca parceira do rapper.

 

Getting a head start on some spring cleaning. Here we go again.

Um vídeo publicado por Austin Swift (@austinkingsleyswift) em

 

11.fev.2016 - O rapper Kanye West divulga nome de seu novo disco - The Life Of Pablo - e faixas no Twitter - Reprodução/Twitter/@kanyewest - Reprodução/Twitter/@kanyewest
11.fev.2016 - Kanye West divulga nome e faixas de seu novo disco
Imagem: Reprodução/Twitter/@kanyewest
Lançamento

O lançamento de "T.L.O.P." ("The Life of Pablo") aconteceu nesta quinta em um show no Madison Square Garden, em Nova York, às 19h (horário de Brasília), transmitido em salas de cinema de várias partes do mundo e via streaming pela plataforma Tidal, do rapper Jay-Z. A transmissão foi aberta inclusive para quem não é assinante do serviço.

"The Life of Pablo" é o quarto nome anunciado por Kanye para seu novo trabalho. Antes, já havia divulgado outros três nomes: "So Help Me God", "SWISH" e "Waves". O artista não explicou quem é Pablo, mas a mídia especializada aposta em Pablo Picasso. A explicação é a seguinte: Kanye citou o pintor espanhol com grande inspiração quando fez um discurso na Universidade de Oxford no ano passado.

A MTV americana aposta no pintor, mas também foi além e citou o poeta chileno Pablo Neruda, o narcotraficante colombiano Pablo Escobar e até mesmo o adolescente que gritou "Kanye para presidente" no VMA do ano passado e que se chama... Pablo!

Veja abaixo a capa do novo álbum de West, divulgada via Twitter.