PUBLICIDADE
Topo

Simone Simons, do Epica, musa do metal? Ela diz: "Ficarei velha e enrugada"

Simone Simons, do Epica, em sessão de fotos para o álbum "The Holographic Principle" - Divulgação
Simone Simons, do Epica, em sessão de fotos para o álbum "The Holographic Principle" Imagem: Divulgação

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

14/10/2016 06h00

Simone Simons, vocalista da banda Epica, é considerada uma das musas do metal. Ela já foi molde até para uma boneca estilo Barbie, em versão especial, feita para um evento de caridade. "Faz parte do trabalho, porque, no fim, música é entretenimento e exige o pacote completo. Mas um dia vou ficar velha e enrugada e espero que minha voz continue inteira por um tempo", brinca a holandesa de 31 anos.

E é essa voz poderosa que ela traz agora ao Brasil. Neste sábado (15), São Paulo recebe pela primeira vez o Epic Metal Fest, evento promovido pela banda e que reúne diversas atrações do gênero. "É muito legal trazer nosso festival para cá. Já tínhamos planos de levar para a América Latina, e começar em São Paulo é demais. O público brasileiro sempre foi muito carinhoso com a gente".

O último álbum do sexteto, "The Holographic Principle", foi lançado no final de setembro e apresenta um repertório conceitual sobre um mundo digitalizado, ideia que lembra o enredo do filme "Matrix". "Como você pode ter certeza de que é real o que está vendo?", questiona Simone. "As letras demoraram um ano para ficarem prontas e as gravações, uns cinco meses. Foi um processo intenso e bem detalhista".

Veja os melhores da conversa com Simone Simons:

Novas músicas ao vivo

Desde o lançamento do álbum "The Phantom Agony", em 2003, o Epica se estabeleceu como uma das referências do metal sinfônico, que junta o canto lírico com o peso e o gutural do metal. "Ainda fico tensa para mostrar material novo ao público. Você faz as músicas que ama e, no fim, quer que outras pessoas gostem também. Mas claro que isso o torna vulnerável, terão pessoas que vão gostar e outros que não".

Simone Simons, vocalista do Epica - Instagram/@smoonstyle - Instagram/@smoonstyle
Imagem: Instagram/@smoonstyle

Maternidade

Mãe de Vincent, de 3 anos, filho dela com o alemão Oliver Plotai, tecladista do Kamelot, Simone se diverte ao falar que "ser uma vocalista de uma banda de metal e mãe ao mesmo tempo não é nada fácil". Por causa da gestação, a cantora demorou para terminar as gravações do álbum "The Quantum Enigma", em 2013, logo depois de dar à luz.

Preconceito no metal

"Não enfrentei preconceito. O que eu acho um desafio é que homens e mulheres têm um jeito de pensar e de se comunicar diferentes no trabalho. Os homens são mais preto no branco, é sim ou não, e as mulheres são mais instáveis emocionalmente", diz ela.

Música vs negócios

"Epica tem sido meu trabalho desde o começo, porque coloquei todo o meu tempo na banda e não tive nenhum outro trabalho. E ainda é muito divertido, mas agora o Epica também é um negócio, temos empresário e nossos shows estão ficando maiores. Mas eu acho importante manter o nível de diversão e, para alguns integrantes, é difícil, porque com tantas apresentações e negócios não temos tempo de escrever novas músicas ou aproveitá-las. Mas, para mim, os shows são os melhores momentos para estar em uma banda. Não gosto da parte burocrática, por exemplo".

Blogueira

Simone também comanda o blog "Smoon Style", no qual fala de maquiagem, receitas, músicas e viagens. "Criei o blog há seis ou sete anos, perdi a conta (risos). Sempre gostei de fazer maquiagem, cabelo e me arrumar para os shows. Quando era criança, adorava o Carnaval, porque eu podia me enfeitar toda. Muitas fãs me perguntam sobre maquiagem, minhas roupas e meu cabelo, sem falar que adoro fotografia. Então ter um blog era uma forma de ter um jeito de mostrar aos fãs do que gosto. Amo cozinhar e mostrar os bastidores do Epica. Infelizmente, os últimos anos têm sido mais corridos, porque quando estou em casa quero passar com a minha família".

Disney e Netflix

Ariel, do clássico "A Pequena Sereia", é a personagem preferida da cantora. "Adoro as músicas e as sereias em geral, porque elas são muito sensuais e misteriosas. É um dos filmes que eu mais gostava quando era criança", conta. A coleção de DVDs da cantora acabou perdendo espaço para os serviços via streaming. "Meu marido tem mais livros do que CDs e eu tenho mais DVDs do que CDs. Ultimamente, não tenho comprado muito, porque todos temos Netflix e Amazon, e eu acabo assistindo um monte de coisa (risos). Quando quero música nova, basicamente compro online pela conveniência de ter no computador, tablet e celular".

Serviço:

Epic Metal Fest em São Paulo

Atrações: Epica, Paradise Lost, Finntroll, Xandria, The Ocean, Tuatha de Dannan e Project 46
Quando: sábado (15); abertura da casa: 13h; início dos shows: 14h30
Onde: Audio Club (Av. Francisco Matarazzo, 694, Barra Funda)
Quanto: pista promocional: R$ 220; pista promocional + CD: R$ 260; mezanino esgotado; pista premium esgotado
Informações: https://www.facebook.com/events/844867092307384/

Entretenimento