Entretenimento

De dentro do hospital, Gil canta sobre pedacinhos arrancados do seu coração

Reprodução/YouTube
21.out.2016 - Gilberto Gil concede entrevista de dentro do hospital Sírio Libanês Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

24/10/2016 19h05

Sereno em sua sexta internação do ano para tratar uma insuficiência renal, Gilberto Gil deu uma entrevista exclusiva para o site "Coração & Vida", do cardiologista Roberto Kalil Filho. Kalil é diretor do centro de cardiologia do hospital em que o cantor está se tratando, em São Paulo. Gil falou sobre saúde, carreira, política e cantou trechos de uma música que compôs depois de passar por uma biópsia.

A entrevista foi concedida na mesma noite em que o músico deu entrada no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na útima sexta-feira (21), para dar continuidade ao seu tratamento. Segundo a assessoria de imprensa de Gilberto Gil, o músico passará pelo procedimento mensalmente por orientação médica.

Gil começou a conversa deixando claro que não liga para o envelhecimento e que já gostaria de "ter 75". O artista completou 74 anos no dia 26 de junho, apenas dois dias depois de ter alta de uma de suas internações. Para explicar o apreço pela longevidade, ele citou uma frase de dona Canô, mãe de Caetano: "Quem não morre, envelhece".

As sucessivas internações mexeram com o lado compositor de Gil, que criou uma nova música baseada nas experiências que tem passado nos últimos meses. "A médica pediu para tirarem quatro pedacinhos do meu coração para uma biópsia. Achei aquilo tão poético", conta, antes de apresentar alguns trechos da canção, que ainda ganha melodia.

“Ela mandou arrancar quatro pedacinhos do meu coração. Depois mandou examinar os quatro pedacinhos. Um para saber se eu tenho medo, um para saber se eu tenho dor, um para saber os meus segredos, um para saber se eu sinto amor. Ela é médica e tem todo o direito de arrancar o que quiser de mim”, cantou Gil durante a conversa de pouco mais de 14 minutos.

A mulher do cantor, Flora Gil já havia compartilhado há uma semana um trecho da canção feita para celebrar a relação médico-paciente. O marido já cantarolava alguns trechos no apartamento em que eles vivem no Rio de Janeiro.

 

Inspiração depois de tanto hospital #obrigadatodososmedicos

Um vídeo publicado por Flora Gil (@floragil_)

 

 

 

 

 

 

 

em

Adepto da dieta macrobiótica, Gil riu quando lembrou a característica que a filha Bela herdou dele e levou adiante como a carreira dela. O cantor disse fugir muito pouco da dieta, e mesmo assim estar acostumado à rotina de hospital. Tudo por causa de sua criação. "Eu sou filho de médico, meu pai era médico. Fui criado desde pequenininho dentro do consultório", lembrou.

Com sua característica fala pausada e tranquila, o baiano ainda revelou o segredo de ser tão zen.

"Na natureza humana todo mundo pode ter acesso a essa dimensão mais tranquila da existência, com essa capacidade de aceitação das coisas do destino. Algumas mais do que outras. Eu talvez seja um pouco mais suscetível a esse tipo de acomodação com a vida. É uma tendência que vem desde que eu era criança e se intensificou com o tempo por eu me interessar por religiões, filosofias. A busca do conhecimento foi me dando também essa necessidade de intensificar a relação cordial com a existência".

Com a mesma tranquilidade com que falou de dieta, música e estilo de vida, o ex-ministro da Cultura recordou sua inserção na vida política.

"Foi uma coisa passageira e determinada por um encantamento súbito que eu tive com a Perestróika que aconteceu na União Soviética. Aquilo me deu uma certa inspiração, uma certa vontade. E como eu tinha certas ligações com gente que estava na política, na Bahia, então eu pedi a eles que achassem um lugarzinho para mim. Eu fui e me tornei Secretário de Cultura de Salvador, depois fui eleito vereador. No total fiquei uns cinco anos fazendo isso. Bem depois tive uma experiência como Ministro da Cultura no governo do presidente Lula".

Agenda normal

Apesar Gil de não ter previsão de alta, seu show com Caetano Veloso que está marcado para o próximo domingo (30), no Rio, está mantido. A apresentação faz parte da turnê "Dois Amigos, Um Século de Música" e já havia sido reagendada.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo