PUBLICIDADE
Topo

"Hear Me Now": O que o rock e o Double You têm a ver com o hit de Alok?

Zeeba, Alok e Bruno Martini na avenida Paulista, em São Paulo, onde tocaram "Hear Me Now" de surpresa - Divulgação
Zeeba, Alok e Bruno Martini na avenida Paulista, em São Paulo, onde tocaram "Hear Me Now" de surpresa
Imagem: Divulgação

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

10/02/2017 04h00

Quem já ouviu "Hear Me Now", o megahit de Alok, deve ter se perguntado: de quem é a voz suave que acompanha as batidas eletrônicas da música que levou o nome do Brasil ao topo das paradas nacionais e de países europeus? O nome dele é Zeeba, que assina a composição ao lado do DJ goiano e também de Bruno Martini, o elo do trio que criou o sucesso nacional com cara de sucesso gringo.

Nascido em San Diego, na Califórnia, Zeeba é o nome artístico de Marcos Zeballos. Mas o cantor é mais brasileiro do que americano. Filho de um médico e uma publicitária brasileiros, Zeeba nasceu nos Estados Unidos enquanto o pai fazia um doutorado. Ficou lá até completar 2 anos e voltou ao Brasil, onde foi criado. Mas ele nunca perdeu as raízes americanas, voltando para lá para fazer faculdade de música aos 18 anos.

Já Bruno Martini, que já fez sucesso internacional trabalhando para a Disney com a dupla College 11, hoje atua como produtor e DJ. A paixão pela música eletrônica nasceu e cresceu junto com ele. Bruno é filho de Gino Martini, do Double You, grupo italiano de eurodance, sensação nos anos 1990 com hits como "Please Don't Go" e "She's Beautiful".

Juntos, o trio prepara mais um trabalho em conjunto. "Never Let Me Go" é o nome da sucessora de "Hear Me Now" e também vai levar a assinatura de Alok, Bruno Martini e Zeeba. A música será lançada em abril e já é testada em alguns dos shows de Alok pelo mundo.

Garota eu vou pra Califórnia

Zeeba - Danni G/Divulgação - Danni G/Divulgação
O cantor Zeeba, voz do hit "Hear Me Now"
Imagem: Danni G/Divulgação

Quando ainda morava em Los Angeles, Zeeba decidiu mostrar suas músicas para Bruno Martini, um brasileiro que ele ouviu falar que trabalhava para a Disney Califórnia. Os dois se encontraram e começaram a trabalhar na produção de um disco, em que uma das faixas era "Hear Me Now".

Tempos depois, já em São Paulo, Bruno mostrou o trabalho do colega de Los Angeles para Alok. Ele topou remixar e gravar a música, que a princípio teria uma pegada mais rock.

Com o sucesso de "Hear Me Now", Zeeba passou a viajar com Alok para cantar a música ao vivo nos shows. "Fomos para várias cidades da China, África do Sul, vários países da Europa. A música é número 10 na Itália. Na Noruega está lá em cima também", destaca o músico em conversa com o UOL.

Depois de outra temporada nos Estados Unidos, Zeeba voltou a São Paulo. "Estava em Los Angeles até uma semana atrás, mas vou me mudar de vez para cá agora. Estamos promovendo a música com o Alok direto, vou fazer mais shows e, como a família está aqui, vou mudar minha base para cá". Ele estará com Alok no CarnaUOL em SP e no Rio e também já tem apresentações marcadas no Rio e em Belo Horizonte.

Nos shows, Zeeba vai mostrar o trabalho de seu primeiro EP, "Complicated", e também do segundo disco, "Ink", que sairá depois do Carnaval. Com uma pegada mais indie, ele vai seguir cantando em inglês. "As minhas influências são quase todas em inglês e eu tenho planos de continuar tocando lá fora. A 'Hear Me Now' foi algo que a gente fez para sair um pouco do Brasil e representar o país lá fora. Eu gosto muito do mercado internacional".  

Double You como berço

Bruno Martini - Divulgação - Divulgação
Bruno Martini na época de College 11 e agora, aos 24 anos, como DJ e produtor
Imagem: Divulgação

Bruno Martini praticamente nasceu dentro de um estúdio. Foi observando o trabalho do pai que o menino passou a se interessar por música e produção, e acabou assinando um contrato internacional aos 14 anos. "Eu tinha um projeto, o College 11, que fez bastante sucesso. Tinhamos mais de 2 milhões de seguidores no Facebook e um programa de TV que passava na América Latina toda. Lançamos dois CDs com a Disney. Fiquei cinco anos trabalhando com eles", lembra ele.

Depois da primeira experiência profissional, Bruno rompeu com a Disney para se dedicar ao seu estúdio. Aos 24 anos, ele tem no currículo trabalhos não só com o Double You, a banda do seu pai, como também com artistas de peso como Afrika Bambaataa.

Com estreia em grande estilo na Tomorrowland Brasil do ano passado, ele tem investido na carreira de DJ e acaba de assinar contrato com uma gravadora. "Sempre que dá, tento conciliar as agendas com Alok, mas está cada vez mais complicado", diz. "A gente tem um laço muito forte. Um dos fatores de a 'Hear Me Now' ter ido super bem é porque tem uma energia muito boa quando os três estão juntos no estúdio".

O sucesso também traz boas lembranças do tempo em que apenas observava a rotina de shows e viagens do pai. "Em 2006, meu pai trabalhou com o DJ Ross. Eu tinha 14 anos e era muito fã dele. Na época, ele bombou aqui no Brasil. Esses dias eu estava trabalhando com o Double You e eles me falaram que o DJ Ross quis tirar foto comigo no camarim. A situação se inverteu por causa da 'Hear Me Now'".