Música

Atualizada em 20.03.2017 10h45

Morre aos 90 anos Chuck Berry, pioneiro do rock and roll nos Estados Unidos

Do UOL, em São Paulo

Morreu aos 90 anos Chuck Berry, lenda da música norte-americana. Cantor, compositor e guitarrista, Berry foi pioneiro do rock 'n' roll, gênero que ajudou a moldar com seus grandes sucessos dos anos 1950, como "Roll Over Beethoven e "Johnny B. Goode". Ele foi encontrado já sem vida pela polícia de St. Charles, Missouri, que respondeu a uma chamada de emergência.

Berry foi um dos responsáveis por solidificar o nascente rock 'n' roll com faixas de sua autoria, lançadas pela gravadora Chess Records, de Chicago, que logo chegaram ao grande público e elevaram o rock ao status de fenômeno pop.

As faixas traziam os vocais característicos de Berry, acordes inventivos na guitarra e uma sensibilidade para a experiência dos jovens da época. Em poucos anos, seu repertório seria adotado por artistas como Beatles, Rolling Stones e Beach Boys, que copiaram a melodia de "Sweet Little Sixteen", do guitarrista, em "Surfin U.S.A.".

Brian Wilson, do Beach Boys, chegou a dizer que Berry escreveu "todas as grandes canções e inventou todas as batidas do rock 'n' roll". Alguns de seus principais sucessos incluem "Thirty Days", "Too Much Monkey Business", "Brown Eyed Handsome Man", "You Can't Catch Me", "School Day", "Carol", "Back in the U.S.A.", "Little Queenie", "Memphis, Tennessee", e "Rock and Roll Music".

Berry também ficou conhecido por seu estilo exuberante no palco, com seu "duck walk" --uma espécie de marcha através do palco, abaixado--, que se tornou sua marca registrada.

Em outubro, o músico havia anunciado em seu site que estava preparando um novo álbum, em comemoração a seus 90 anos, com o título de "Chuck" e principalmente faixas inéditas, a ser lançado este ano. Seria seu primeiro novo disco em quase 40 anos.

A informação da morte de Berry foi confirmada no Facebook pela polícia do condado de St. Charles, no Missouri, que recebeu uma chamada de emergência na tarde deste sábado (18):

"A polícia do condado de St. Charles respondeu a uma emergência médica na rua Buckner, às aproximadamente 12h40 de hoje (sábado, 18 de março). Dentro da casa, os primeiros socorristas observaram um homem inconsciente e imediatamente empregaram técnicas de salvamento. Infelizmente, o homem de 90 anos não pôde ser ressuscitado e sua morte foi anunciada às 13h26. O departamento de polícia do condado de St. Charles confirma com tristeza a morte de Charles Edward Anderson Berry Sr., mais conhecido como o lendário músico Chuck Berry".

Repercussão

Nas redes sociais, inúmeros artistas prestaram suas homenagens àquele que é conhecido como um dos pais do rock 'n' roll.

Ringo Starr relembrou o guitarrista com um trecho de "Rock and Roll Music", que foi gravada pelos Beatles.

Keith Richards, que organizou um documentário nos 60 anos de Berry, também lamentou a morte: "Uma das minhas maiores luzes se apagou".

Os Rolling Stones, que gravaram “Come On”, “Carol”, “You Can’t Catch Me" e “Around and Around”, também lamentaram a morte na conta oficial da banda: "Os Rolling Stones estão profundamente tristes de saber da morte de Chuck Berry. Ele foi um verdadeiro pioneiro do rock 'n' roll e uma enorme influência".

Brian Wilson, dos Beach Boys, que chegaram a dar parte do crédito de "Surfin U.S.A." a Berry por terem usado a melodia de "Sweet Little Sixteen" na faixa, escreveu: "Estou muito triste de saber da morte de Chuck Berry --uma grande inspiração! Todos que amam rock 'n' roll sentirão sua falta".

Bruce Springsteen: "Chuck Berry foi o maior praticante do rock, guitarrista e o maior e mais puro compositor de rock 'r' roll que já existiu".

 

Heart broken to hear of the passing of Chuck Berry. He was undisputedly the king. A moment of silence is idefinitely n order. RIP

Uma publicação compartilhada por Slash (@slash)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

em

Slash: "De coração partido por saber da morte de Chuck Berry. Ele era sem dúvida o rei. Um momento de silêncio é definitivamente necessário".

 

Hail Hail Chuck Berry!!! None of us would have been here without you. Rock on brother!

Uma publicação compartilhada por Lenny Kravitz (@lennykravitz)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

em

Lenny Kravitz: "Viva via Chuck Berry!!! Nenhum de nós estaria aqui sem você. Manda ver, brother!"

Trajetória

Nascido Charles Edward Anderson Berry Sr. em 18 de outubro de 1926, em um bairro segregado de Saint Louis, Missouri, Berry mostrou interesse pela música muito cedo, chegando a se apresentar em sua escola durante o ensino médio. Quando ainda estava na escola, foi condenado por roubo a mão armada e mandado para um reformatório juvenil, onde ficou de 1944 a 1947 e fez parte do coral e de uma banda.

Depois de solto, o músico se casou e passou a trabalhar na indústria automobilística e como cabeleireiro, e só começou a tocar profissionalmente nos anos 1950, influenciado por artistas como a estrela do R&B Louis Jordan e o guitarrista Carl Hogan. Em 1952, fez uma apresentação que foi crucial para sua carreira, com o Sir John Trio, em Nova York. Berry logo se tornaria líder do grupo, antes de seguir carreira solo.

Em 1955, o músico foi a Chicago tentar conseguir um contrato com uma gravadora da cidade, que era um polo regional da indústria musical. Com a ajuda de Muddy Waters, foi contratado pela Chess Records e conquistou seu primeiro hit naquele mesmo ano, com a regravação de uma canção country de 1938, renomeada como "Maybellene", que alcançou o primeiro lugar nas paradas de R&B e chegou ao quinto lugar das paradas de pop.

Com a chegada de "Roll Over Beethoven" ao top 30 em 1956, Berry inaugurou uma sucessão de hits, que se tornariam clássicos do rock 'n' roll. Entre 1957 e 1959, ele lançou "School Day”, “Rock & Roll Music”, “Sweet Little Sixteen”, “Johnny B. Goode”, “Carol” e “Almost Grown”, todas faixas que chegaram ao top 10 das paradas de R&B.

Em 1961, Berry voltaria a ter problemas com a justiça depois de contratar uma prostituta menor de idade para trabalhar em sua boate em Saint Louis, e foi condenado a três anos de prisão.

Quando foi solto, em 1964, ainda emplacou alguns sucessos, como “Nadine”, “No Particular Place to Go”, “You Never Can Tell” e “Promised Land". A esta altura, as bandas inglesas da chamada "invasão britânica" já haviam se apropriado do repertório de Berry: os Beatles gravaram “Rock and Roll Music” e “Roll Over Beethoven,” enquanto os Rolling Stones registraram “Come On”, “Carol”, “You Can’t Catch Me" e “Around and Around”.

Afastado dos grandes holofotes a partir de 1966, Berry se beneficiou do clima nostálgico dos anos 1970, com uma série de shows pelos quais exigia receber em dinheiro, o que lhe rendeu uma condenação por sonegação de impostos em 1979, mesmo ano em que lançou seu último disco, "Rockit".

Mais recentemente, o músico pagava as contas com apresentações no clube BlueBerry Hill, em sua cidade natal, e em festivais de rock e blues nos Estados Unidos e no exterior. Veio pela última vez ao Brasil em 2013.

Em outubro, Berry havia anunciado em seu site que estava preparando um novo álbum, em comemoração a seus 90 anos. Programado para ser lançado este ano, o disco receberia o título de "Chuck" e teria principalmente faixas inéditas. Seria seu primeiro novo disco em quase 40 anos, desde "Rockit", de 1979.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Reuters
Estadão Conteúdo
do UOL
Música
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Barcinski
do UOL
do UOL
TV e Famosos
AFP
EFE
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Barcinski
do UOL
Blog do Maurício Stycer
Adriana de Barros
UOL Entretenimento
Música
UOL Música
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
Topo