Topo

Música

O samba os uniu: Paulinho da Viola e Marisa Monte fazem 1° turnê juntos

João Luis Soares/Divulgação
"Paulinho da Viola Encontra Marisa Monte" passará por três capitais Imagem: João Luis Soares/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

05/05/2017 07h00

Quem segue a carreira de Marisa Monte certamente não estranhou o anúncio do show em parceria com Paulinho da Viola, que estreia nesse fim de semana em São Paulo e passa ainda por Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Mas se há uma observação que vale ser feita é: por que esses dois artistas não se uniram antes em uma turnê?

De gerações distintas, Marisa, 49, e Paulinho, 74, cultivam um flerte musical há anos, graças única e exclusivamente ao samba – o que certamente deve ditar o repertório das apresentações.

O convívio é antigo e vem da época em que a cantora de “Amor, I Love You” e “Beija Eu” ainda era criança e costumava a trocar os brinquedos para assistir às rodas de samba em sua casa, quando o pai Carlos Monte era diretor da Portela nos anos 1970.

Foi ouvindo essas canções, muitas na voz do próprio Paulinho, que Marisa criou admiração e carinho pelo gênero, em especial pelo cancioneiro da Velha Guarda da Portela.

“Estar com ele é como encontrar com a alma do samba”, resumiu Marisa em nota para divulgação da turnê.

Se prepare para o show e relembre os encontros desses dois amigos:

No estúdio

Quando Marisa gravou “Ensaboa” do Cartola para o disco “Mais” (1991), logo pensou nas pastoras da Portela Surica, Doca e Eunice para dividir os vocais. Acostumada com repertório de sucessos do rock e da MPB, era a primeira vez em ela que pisava no mesmo solo que Paulinho. Após a gravação, ela dividiu o palco com o sambista em uma apresentação com a Velha Guarda e se viu picada por aquele mosquitinho do samba. Em seguida, veio a regravação de “Esta Melodia” e uma sequência de versões para os clássicos do compositor, como “Dança da Solidão” e “Para Ver as Meninas”. Paulinho se lembra até hoje da gravação com Marisa, em um estúdio alugado por hora. “Todos estavam preocupados com o horário, mas ela continuou ensaiando até ficar perfeito”, lembra.

Resgate

A vivência com a Velha Guarda fez Marisa esbarrar em uma lista de canções que só existiam graças à tradição oral da comunidade. Era necessário registrá-las. Decidiu então produzir o disco “Tudo Azul”, gravado pelos sambistas e pastoras da Portela. O processo também deu origem ao documentário “O Mistério do Samba”, resultado desses anos de investigação e aprendizado com a Velha Guarda. Paulinho também ganha destaque no filme com seu olhar apurado sobre o samba. “O Paulinho e eu, por motivos parecidos, mas em momentos diferentes, por admiração, por curiosidade, por gostar legitimamente daquilo, a gente serviu de ponte para um público maior. A minha percepção da Velha Guarda, o meu conhecimento e minha proximidade com ela talvez não tivesse acontecido se o Paulinho não tivesse feito o que ele fez antes”, disse Marisa em entrevista na época do lançamento do filme.

Tu és...

No documentário “Meu Tempo é Hoje” (2003), perfil afetivo dirigido por Izabel Jaguaribe e com roteiro de Zuenir Ventura, Marisa Monte proporciona um dos momentos mais belos ao cantar "Carinhoso", do Pixinguinha, ao lado do sambista. Após esse dueto, não restaram dúvidas: Paulinho estava certo ao dizer que Marisa era uma das grandes intérpretes brasileiras e que tinha com ela sintonia musical rara. A "música do século", segundo o próprio cantor, foi lançada oficialmente no ano passado, na antologia de singles e sobras de Marisa, “Coleção”.

AP
Detalhe do carro abre-alas da Portela, com Marisa Monte e Paulinho da Viola (19/2/12) Imagem: AP
Amor de avenida

O clima na concentração da Portela para o desfile das campeãs do Carnaval 2017 era de pura celebração e não podia ser diferente. Após 33 anos de jejum, a escola voltava a levantar o troféu justamente ao falar dos mares e rios no Brasil em seu samba-enredo, clara inspiração em “Foi um rio que passou em minha vida”, de Paulinho. Para celebrar o título, Marisa e Paulinho foram destaques no abre-alas, reprisando a vez em que subiram juntos em um carro alegórico da escola no desfile de 2012. "Eu vim aqui para comemorar e comungar essa felicidade. Festa maravilhosa, desejada e merecida da Portela. Vim aqui dar um abraço na Velha Guarda, nos meus amigos portelenses. Vim com o Paulinho para poder assistir a Portela neste dia de festa" comentou Marisa.

SERVIÇO:

Paulinho da Viola Encontra Marisa Monte

São Paulo

Sexta-feira, 05 de maio de 2017, às 22h
Sábado, 06 de maio de 2017, às 22h
Domingo, 07 de maio de 2017, às 20h
Local: Citibank Hall SP
Ingressos de R$ 200 a R$ 560 - Esgotados

Belo Horizonte

Sábado, 20 de maio de 2017, 22h
Local: BH Hall – Belo Horizonte (MG)
Ingressos - Valores Inteira:
MESA SETOR I (4 LUG.) - R$ 1.200
MESA SETOR II (4 LUG.) - R$ 1.000
PISTA/ARQUIBANCADA (1º LOTE) R$ 150
PISTA/ARQUIBANCADA (2º LOTE) R$ 200
PISTA/ARQUIBANCADA (3º LOTE) R$ 220

Rio de Janeiro

Sexta-feira, 09 de junho de 2017, 22h
Sábado, 10 de junho de 2017, 22h
Local: Metropolitan – Rio de Janeiro (RJ)
Ingressos - Valores Inteiras: 
MESA SETOR VIP R$ 480
MESA SETOR PALCO R$ 380
MESA SETOR CENTRAL R$ 300
MESA SETOR LATERAL R$ 180
CAMAROTE R$ 480
POLTRONA R$ 150

Venda de ingressos no site: www.ticketsforfun.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!