Música

Fã dedicado, de família, ostentador: Quem é você na fila de ingresso do U2?

Getty Images
O vocalista Bono, líder do U2: banda volta ao Brasil em outubro Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

30/06/2017 04h00

Voltando ao Brasil após seis anos, o U2 fará três shows em São Paulo no mês de outubro, no estádio do Morumbi, como parte da nova "The Joshua Tree Tour". Ainda há ingressos para a terceira apresentação, com preços que vão de R$ 450 a R$ 1.360.

Decidiu se aventurar na nova turnê brasileira da banda? Você, claro, não está sozinho: existe uma infinidade de perfis de pessoas parecidas com você. Ou quase isso. Veja abaixo alguns deles.

Almeida Rocha/Folha Imagem
Imagem: Almeida Rocha/Folha Imagem

O fã dedicado

Ele fica a postos no site horas antes do início da pré-venda veja bem, pré-venda, só para garantir. Como o seguro morreu de velho, abre várias abas no computador e celular. Vai que trava? E no caso de venda aberta só para quem tem conta em banco ou serviço? Não tem problema. Este tipo de fã faz questão de virar cliente com antecedência, só para conseguir sair na frente e garantir o melhor lugar no show de preferência na área VIP, coladinha no palco.

Cassimiro/Folhapress
Imagem: Cassimiro/Folhapress

O despreparado

Este sempre acaba pego de surpresa quando começam as vendas (“Ah, era hoje?”). Odeia quem fala mal do U2 tanto quanto os sites que decidem travar bem hora bem do derradeiro clique da compra. Mas ele bem que poderia ter tentado comprar antes, né? Geralmente, quando enfim consegue vencer esse processo, este fã acaba na fatídica mensagem de “ingressos indisponíveis”. É a senha para cair em prantos.

Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo
Imagem: Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo

O de família

O gente boa da turma. Compra um ingresso (ou mais) para cada membro da família. E também para os amigos, caso eles peçam. Mesmo sendo claramente vítima de abuso, assume a figura de pai/mãe da turma. Ele usa os vários cartões de crédito que tem e sempre dá um jeitinho de descolar outros, se necessário. O importante é que ninguém deixe de assistir a Bono cantando "With or Without You".

Eduardo Anizelli/Folhapress
Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress

O ostentador

Pagar mais de R$ 1.000 para assistir ao U2 é muito para você? Para este fã, isso não faz nem cócegas. Ele pode não ter dois empregos, mas é de família rica ou ganha muito bem. Apesar de não ter todos os discos nem saber a maioria das letras de cor, ele nunca aceitaria ver banda favorita em um lugar que não fosse o longe VIP. É o "rei do camarote" em versão pop rock. Top.

Renato Stockler/Folha Imagem
Imagem: Renato Stockler/Folha Imagem

O pobretão

Muito comum em nosso país, ele nunca tem dinheiro para nada, muito menos para ir a um show de uma banda como o U2. Mas, como bom brasileiro, ele não desiste nunca e dá o seu jeitinho de economizar do salário/bolsa/mesada. O pagamento do ingresso, claro, é dividido em muuuuuuitas parcelas. A compra sem juros é a melhor amiga deste tipo de fã.

Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo
Imagem: Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo

O indeciso

Assim que sai o anúncio do show, ele fica com o coração na mão. Vale a pena gastar tanto para ver uma banda das antigas tocando músicas que já tocou antes por aqui? Não é melhor ver o DVD? Ele nunca se decide, mesmo grande entra na fila. Dependendo do humor, chega até à última tela no site de compra, mas geralmente fecha a aba. Há até casos em que compra o ingresso e, já no estádio, fica praguejando e dizendo que gastou mais do que deveria.

Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News
Imagem: Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News

O que vai pela banda de abertura

Ele está em uma minúscula minoria, que aparece com mais força quando a banda de abertura em questão é relevante ou alcançou certo sucesso. É o caso do Oasis, cujo ex-líder Noel Gallagher abrirá para o U2 com seu grupo High Flying Birds. Este naipe de fã nem liga se o ídolo toca poucas músicas da banda original e vê o U2 como uma louvável "bonus track".

Alexandre Rezende/Folhapress
Imagem: Alexandre Rezende/Folhapress

O cambista

Quem é cambista comete delito, previsto no artigo 41 da lei nº 10.671/2003, mas não tem jeito. Ele sempre consegue alguém para comprar ingressos aos montes nas bilheterias e na internet, antes de vender na porta do show por preços exorbitantes, principalmente quando as entradas se esgotam. Depois que o show começa, aí sai até baratinho. É um "não fã".

Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo
Imagem: Suamy Beydoun/Agif/Estadão Conteúdo

O que realmente gosta de uma fila

Este aqui não gosta ou não confia nas compras on-line. Costuma ter raiva mortal das empresas que comercializam os ingressos, com seus sites sempre lentos e suas caras taxas de conveniência. Mesmo assim, ele também tenta comprar pelo celular, às vezes até quando está na fila. É paciente, tem tempo de sobra e não liga em madrugar antes de a bilheteria abrir. Uma cadeirinha, um cobertor e um lanchinho são de lei.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
Erratas
do UOL
Blog do Matias
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
AFP
do UOL
Topo