Topo

Música

Mesmo com disco mais vendido, Ed Sheeran sai do Twitter por causa de haters

Manuela Scarpa/Brazil News
Ed Sheeran durante show no Allianz Parque, em São Paulo Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Do UOL, em São Paulo

04/07/2017 16h08

O menino de ouro do pop na atualidade desistiu da rede social por causa de comentários negativos

O cantor britânico Ed Sheeran, cujo álbum “Divide” é o mais vendido do ano até agora abandonou o Twitter. Mesmo no topo das paradas – seu álbum vendeu impressionantes 8 milhões de cópias em apenas três meses --, o britânico afirmou que sofria diariamente com comentários negativos.

“Um comentário arruína o seu dia”, explicou o cantor de 26 anos ao tabloide “The Sun”. “O que f*** minha cabeça é tentar descobrir por que as pessoas têm tanta antipatia por mim.”

A conta do cantor ainda existe e só compartilha informações de shows e fotos do Instagram. “Não consigo ler. Eu continuo e não há nada além de pessoas dizendo coisas ruins", disse.

Sheeran revelou que parte dos haters são fãs de Lady Gaga. "[Eles] leram uma entrevista, entenderam que eu estava falando sobre ela e todos me odiaram. E não tinha nada a ver."

O cantor é apenas mais uma celebridade a anunciar que está deixando a rede social por conta de ataques dos internautas. Normani Kordei, do grupo americano Fifth Harmony, anunciou em 2016: "Eu fui atacada racialmente com tweets e fotos tão horríveis que não posso mais me submeter ao ódio", disse a cantora, que acabou voltando à plataforma.

A atriz Leslie Jones também sofreu ataques racistas após o lançamento do filme “Os Caça-Fantasmas” e a cantora Lily Allen anunciou uma pausa nas redes sociais no início do ano: "Minha linha de tempo está cheia da merda repugnante, sexista, misógino, racista.”

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!