Música

Jornais internacionais repercutem multa que Justin Bieber pagou no Brasil

Do UOL, em São Paulo

07/07/2017 12h07

A decisão judicial brasileira que obrigou o cantor Justin Bieber a pagar R$ 20 mil (US$ 6.000) ao Instituto Nacional do Câncer, como multa por ter pichado um muro no Rio, repercutiu na imprensa internacional nesta sexta (7).

O site americano da revista "Billboard" relembrou a história, ocorrida em 2013, quando o canadense, acompanhado de seus seguranças, pichou o muro do Hotel Nacional.

A reportagem destacou ainda o fato de que, no Brasil, pichar muros privados sem autorização é crime passível de punição de um ano de cadeia ou multa.

Já o site do canal de TV britânico BBC destacou que o valor da multa foi direcionado a um hospital que trata pacientes com câncer do Rio. A reportagem relembrou ainda que o cantor foi flagrado saindo de um bordel.

O site da agência de notícias France Press relembrou que Bieber tinha apenas 19 anos na época e que causou confusão também em seu quarto de hotel ao quebrar diversos objetos de valor.

Leia um trecho da decisão que extinguiu o processo:

"A defesa técnica juntou os comprovantes de cumprimento da pena pecuniária consistente na doação de bens ao INCA, proposta pelo Ministério Público, na sua integralidade, tendo o Parquet opinado pela homologação e extinção da punibilidade, nos termos do art. 84, parágrafo único da lei 9099/95. Antes deste juízo ratificar o recebimento da denúncia, estando presentes os requisitos para tanto, a defesa comprovou a doação ao instituto indicado pelo Ministério Público com a aquisição dos bens necessários. Assim sendo, em vez de dar prosseguimento ao feito, com a doação efetivada não há mais interesse processual ao levar em conta a antecipação da pena. Isto posto, deixo de resolver o mérito e julgo extinto o processo na forma do artigo 485, inciso VI, parágrafo 3º do Código de Processo Civil c/c art. 3º do Código de Processo Penal."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
Erratas
do UOL
Blog do Matias
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
Adriana de Barros
TV e Famosos
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Adriana de Barros
Topo