Música

R. Kelly é acusado de manter e abusar de mulheres para "culto"

Divulgação
O cantor americano R. Kelly, do hit "I Believe I Can Fly" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/07/2017 19h56

O cantor R. Kelly, vencedor de diversos Grammy e um dos maiores nomes do R&B nos últimos 25 anos, está sendo acusado envolvimento em um esquema de abuso psicológico e sexual, mantendo jovens mulheres sob sua tutela. O jornalista Jim DeRogartis, do "BuzzFeed News", publicou a história, indicando ainda o músico teria feito lavagem cerebral em garotas para um possível "culto", conforme afirmam os pais das vítimas. 

O jornalista falou com três pessoas que já foram próximas ao cantor, que confirmaram que R. Kelly mantém seis jovens morando em duas casas alugadas nos Estados de Chicago e de Atlanta, nos Estados Unidos, controlando todos os aspectos de suas vidas. "Determinando o que elas comem, como se vestem, quando tomam banho, quando dormem e como elas se envolvem em atos sexuais gravados pelo artista", diz a reportagem.

J. —os nomes da mãe dos familiares das vítimas foram alterados— disse que a última vez em que viu a filha, aspirante a cantora, foi em dezembro de 2016. "Foi como se ela tivesse sofrido uma lavagem cerebral. Parecia uma prisioneira. Foi horrível. Eu a abracei, mas ela continuou falando que estava apaixonada e que [Kelly] é o único que se importa com ela. Não sei o que fazer. Eu espero que, se eu conseguir tê-la de volta, consiga levá-la a tratamentos para vítimas de cultos", disse.

As polícias locais foram até as casas do cantor, mas não encontraram nada ilegal. A filha de J. ainda disse para as autoridades que "estava bem e não gostaria de ser incomodada". A reportagem apresenta áudios de R. Kelly e a garota de 18 anos. A jovem diz para que está trabalhando em uma nova música, mas o artista não parece motivado e diz que está "mais interessado em desenvolver [musicalmente]" a menina. "Canções não são um problema", ele completa.

A advogada do músico, Linda Mensch, negou todas as acusações do "BuzzFeed News" e ainda questionou “por que as pessoas ainda insistem em difamar um grande artista que ama seus fãs, trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana, e cuida de todas as pessoas em sua vida. 

Casos anteriores

R. Kelly ficou um ano em liberdade condicional em 1997 por agressão. Uma das vítimas precisou levar 110 pontos no rosto. No mesmo ano, o cantor foi acionado judicialmente por Tiffany Hawkins, que denunciou envolvimento sexual com o músico quando tinha apenas 15 anos. Três anos antes, a imprensa de Chicago revelou que o cantor tinha se casado com uma menina menor de idade.

Em 2008, quando estava prestes a lançar o álbum "The Best of Both Worlds" ao lado de Jay-Z, R. Kelly foi acusado de pedofilia ao vazar um vídeo em que faz sexo com uma menina de 14 anos. Após meses de deliberação, o artista foi considerado inocente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Música
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
do UOL
Música
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
Topo