Topo

Música

Fãs de Linkin Park se despedem de Chester com flores, velas e recados

Xinhua/Zhao Hanrong
Mulher coloca flores na entrada da casa de Chester Bennigton em Palos Verdes, que ganhou tapumes na entrada Imagem: Xinhua/Zhao Hanrong

Do UOL, em São Paulo

21/07/2017 18h01

Ainda chocados com a notícia da morte de Chester Bennington na quinta-feira (20), fãs transformaram a entrada da casa do cantor, em Palos Verdes, na Califórnia, em um pequeno memorial com velas, flores e fotos.

Xinhua/Zhao Hanrong
Flores, velas, fotos e mensagens transformam a entrada da casa de Chester Bennington em um memorial improvisado Imagem: Xinhua/Zhao Hanrong
A entrada da residência se encontra coberta com tapumes, o que não impediu que o público pendurasse cartazes e deixasse pequenos bilhetes com mensagens como “Você se foi mas não será esquecido” e ‘Obrigado pela ótima música”.

O vocalista do Linkin Park foi encontrado enforcado em seu quarto pela manhã, no dia em que seu amigo, o cantor Chris Cornell, completaria 53 anos. Há dois meses, Cornell também foi encontrado sem vida em um hotel após uma apresentação.

À frente do Linkin Park, Chester impulsionou o rock nas paradas de todo o mundo no início dos anos 2000 com sucessos como "In the End" e "Crawling". 

Nascido em Phoenix, no Arizona, Chester sempre falou abertamente sobre o vício de drogas e álcool, luta que travou desde a adolescência, após ter sido abusado sexualmente por um amigo mais velho. Em entrevistas, ele havia dito ter considerado o suicídio no passado.

AP Photo/Damian Dovarganes
Na Califórnia, escritório da gravadora Warner, que lançava os discos do Linkin Park, presta tributo a Chester Bennington Imagem: AP Photo/Damian Dovarganes

Xinhua/Zhao Hanrong
Fã na frente da residência de Chester Bennington Imagem: Xinhua/Zhao Hanrong

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!