Rock in Rio

"Vocês matam gente", diz Samuel Rosa a políticos no principal palco do RiR

Do UOL, em São Paulo

16/09/2017 20h01

Samuel Rosa levou o tom político ao Palco Mundo neste sábado (16), segundo dia de Rock in Rio 2017. O vocalista do Skank --que abriu o principal palco do festival-- fez um discurso forte e pediu moral à classe política brasileira, lembrando as malas de dinheiro e os recentes escândalos políticos que assolaram o país.

"Vocês são piores que ladrão, vocês matam gente", disse o músico em um recado direto aos políticos, antes de cantar "In(dig)Nação", canção de 1992 que segue atual mesmo fazendo parte do álbum de estreia da banda mineira.

"Estamos diante de um momento super difícil no Brasil, um momento de uma crise moral, uma crise ética. Eu queria fazer um apelo à classe política desse país que não nos tornasse tão árdua e difícil a missão de enxergar um pouco de integridade neles. Um pouco de moral. É só isso que a gente pede", falou Samuel.

"Fica difícil de acreditar no Brasil, aliás no Brasil eu acredito. É difícil acreditar na classe política. O nosso dinheiro está escorrendo pelo ralo. Nesse leva-e-traz de malas, nosso dinheiro está escorrendo pelo ralo. Dinheiro que deveria estar indo para hospitais, educação [...] está escoando [...] Vocês são piores que ladrão, vocês matam gente."

Mais uma vez, o público de cerca de 100 mil pessoas fez coro de "Fora, Temer" assim que o vocalista começou a falar sobre a situação do país. Mesmo sem citar diretamente o presidente Michel Temer, Samuel Rosa deu outra alfinetada dizendo que a Amazônia está sendo loteada, em uma clara crítica ao decreto de Temer que previa o fim de uma reserva na região.

Mas a apresentação também teve seus momentos de descontração. Muito animado e conversando o tempo todo com a plateia, que cantou todos os hits do Skank junto com ele, Samuel Rosa chegou a citar a apresentação do Queen no Rock in Rio de 1985, pedindo um coro parecido com o que foi feito para Freddie Mercury em "Love of My Life".

O vocalista ainda falou sobre o desejo de fazer um show de 6 horas no Rock in Rio. "Queria ficar aqui desde as 14h, quando fizemos a passagem de som. Mas aí vocês não iam aguentar a gente. Seria o último Rock in Rio do Skank", brincou. Durante "Jackie Tequila", Samuel ainda falou: "Se eu pudesse, provaria todo mundo aqui esta noite", em referência a um dos versos mais famosos da música.

O Skank se despediu do "melhor festival do mundo", nas palavras de Samuel, ao som de "Vamos Fugir", música de Gilberto Gil que também ficou famosa na interpretação dos mineiros.

Ainda passam pelo Palco Mundo esta noite Shawm Mendes, Fergie e Maroon 5.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
UOL Entretenimento
Música
UOL Música
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
UOL Entretenimento
UOL Música - Imagens
TV e Famosos
UOL Música - Imagens
UOL Música - Imagens
TV e Famosos
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
TV e Famosos
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo