Topo

Música

Fãs de Bon Jovi ignoram The Kills e aproveitam show para ir ao banheiro

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

23/09/2017 20h37

Único representante do indie (ou garage) rock no São Paulo Trip, o grupo The Kills teve um tarefa ingrata na noite deste sábado (23): aquecer o público ansioso pelas baladas e refrões ganchudos do Bon Jovi, tudo que a banda não tem.

Para quem estava ali para ver o cantor e sua banda, o bom show do grupo funcionou menos como entretenimento e mais como curiosidade. Mais velho e nostálgico, o fã do Bon Jovi agora sabe o que é estar num festival como o Lollapalooza.

Seguindo uma tradição pouco brasileira, a banda subiu ao palco às 19h45, 15 minutos antes do previsto, com o Allianz Parque já praticamente lotado --público superior, inclusive, ao que testemunhou o The Who na última sexta no festival. Em resumo: poucos aplausos e uma plateia quase o tempo toda dispersa. Nada de vaias, mas milhares de telas de celular acesas e estandes de patrocinadores e banheiros lotados.

Formado em 2003 pela americana Alison Mosshart e o britânico James Hince, a banda faz um som de peso e chapação, com influências que vão de Velvet Underground a Pixies. Na época, foi comparada ao White Stripes --a vocalista canta com Jack White no projeto The Dead Weather.

O São Paulo Trip prossegue neste sábado com o Bon Jovi. Def Leppard e Aerosmith (domingo), Tyler Bryant & The Shakedown, Alice Cooper e Guns N' Roses (terça) ainda se apresentam no festival.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!