Topo

Música

"Só falam do Brasil lá fora como brincadeira, é duro", lamenta Elza Soares

Reprodução/TV Globo
Elza Soares participa do "Domingão do Faustão" Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL

01/10/2017 19h16

Elza Soares contou ser otimista com relação ao Brasil ao participar do "Ding Dong" do "Domingão do Faustão". Em plena atividade aos 87 anos, a cantora afirmou, sem entrar nas questões políticas, que se chateia com a forma com a qual o país é visto lá fora.

"Eu sou otimista, acredito no Brasil. Mas acredito no povo. Se o povo quiser, o Brasil vai lá em cima. A gente viaja por esse mundo afora, ficamos um mês em Portugal, e só escuta falar do Brasil como brincadeira, não um país sério. Isso para mim é muito duro. A voz do povo é a voz de Deus e água mole em pedra dura tanto bate até que fura", lamentou.

A cantora, que divulgou no "Domingão do Faustão" mais novo trabalho, "A Mulher do Fim do Mundo", disse que, na atual fase da vida, só grava o que gosta.

"Já passei desse tempo de obrigação. No começo me davam repertório, eu precisava e não recusava nada. Hoje tenho quem escolhe repertório, essa banda maravilhosa. Graças a Deus estou ótima, bem, esse trabalho está lindo", comemorou.