Música

"Fugia do culto e ia escondida para a rádio", relembra Ângela Maria

Gabriel Cardoso/SBT
Imagem: Gabriel Cardoso/SBT

Colaboração para o UOL

06/10/2017 08h38

Ângela Maria falou de sua longa carreira no "The Noite" de quinta-feira (5). A cantora contou a Danilo Gentili que a família era contra sua vontade de soltar a voz e como fazia para seguir seu sonho, em meados dos anos 40 e 50.

"Comecei a cantar com 12, 13 anos na Igreja Batista. Eu fugia do culto e ia para a rádio participar do programa de calouros. Ganhei todos os concursos de rádio sem a família saber. Escondia (os prêmios) dentro de uma caixa de sapato embaixo da cama", revela.

Os pais não gostaram nada disso. "Meu pai começou a procurar uma casa no subúrbio, em Irajá (na Zona Norte do Rio de Janeiro). Ficava longe, tudo para eu não ir para o rádio. Eu já estava ficando doente", recorda.

Para o bem da música brasileira, ela se rebelou. "Quando completei 18 anos, falei pra minha mãe que iria embora seguir minha carreira. 'Podem me bater à vontade, eu vou atrás do meu sonho'".

Acabou ficando um "climão" em família. "Eles ficaram afastados de mim, mas eu visitava minha mãe e meu pai. Quando estava bem de grana comprei uma casa para meu pai e minha mãe. Eles choravam, minha mãe passou mal, era o que ela mais sonhava", orgulha-se.

Ângela comentou a amizade com outros cantores contemporâneos, como Agnaldo Timóteo, que virou seu motorista.  "Agnaldo estava sem trabalho, tinha vindo de Belo Horizonte e precisava. Eu não sabia dirigir carro mecânico. Sempre foi meu amigo. Sempre gostei do Timóteo".

Cauby Peixoto, que morreu em maio do ano passado, também foi lembrado. "Nesses 68 anos de amizade, que começou na rádio Nacional, nos anos 50, e trabalho, nunca vi o Cauby falar mal de alguém ou dizer um palavrão", ressalta.

A cantora, que está divulgando seu mais recente trabalho, "E as Canções de Roberto e Erasmo", ainda recorda um episódio curioso de quando era jovem. "Quando Carmen Miranda esteve no Brasil, ela ia coroar a próxima rainha (do rádio). [O radialista] Manoel Barcelos pediu emprestado minha coroa e não devolveu mais. Era de brilhantes e pérolas. Roubaram minha coroa", reclama.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Adriana de Barros
do UOL
Adriana de Barros
Blog do Matias
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Matias
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Entretenimento
Adriana de Barros
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
UOL Entretenimento
do UOL
AFP
AFP
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
Estadão Conteúdo
Música
Topo