Música

Ex de Backstreet Boy acusado de estupro diz que cantor foi vítima de abuso

Ricardo Matsukawa/UOL
10.jul.2016 - Integrante dos Backstreet Boys, Nick Carter se apresenta no Via Marquês, em São Paulo. Show faz parte da sua turnê solo "All American" Imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Do UOL, em São Paulo

23/11/2017 13h54

Kaya Jones, que ganhou fama na girl band Pussycat Dolls, afirmou que o ex-namorado Nick Carter, acusado de estupro, também sofreu abuso sexual e que ele não fez nada para ajudá-la enquanto estavam namorando.

Recentemente, a cantora revelou que o seu antigo grupo era um círculo de prostituição, o que causou uma revolta das integrantes da banda, que desmentiram Kaya.

"Nick Carter foi meu namorado enquanto eu era do Pussycat Dolls. Ele sabia do abuso que eu passei e não fez nada. Acho que sei o motivo. Nojento, vergonhoso. Especialmente porque ele foi vítima de um abuso. Que vergonha, Nick!", escreveu no Twitter a cantora.

Ela completou: "Nick nega as alegações assim como Robin [Antin, fundador do Pussycat Dolls] negou que me abusou. Eu sei de toda a verdade aqui. Não minta, Nick. Não vou mais guardar seus segredos".

Acusado de estupro pela cantora Melissa Schuman, Nick Carter negou na quarta-feira (22) que tenha cometido o crime e afirmou que "está muito triste com as alegações".

"Melissa nunca expressou para mim enquanto estivemos juntos ou alguma hora depois que qualquer coisa que fizemos não tenha sido consensual. Nós gravamos uma música juntos e nos apresentamos ao vivo, e eu sempre respeitei e apoiei Melissa", disse o Backstreet Boy.

Ele completou: "Essa é a primeira vez que eu ouço sobre tais acusações, quase duas décadas depois. Vai contra a minha natureza e tudo no que acredito causar intencionalmente desconforto a alguém".

A ex-cantora do grupo feminino Dream relatou em seu site que foi estuprada por Carter em 2002, quando tinha 18 anos de idade.

Ela relatou que, depois de trocar beijos com o rapaz, ele a convidou para o banheiro da casa em que estavam para uma reunião entre amigos. No local, o cantor abriu os botões da calça e a forçou a fazer sexo oral.

Em seguida, a dupla foi para um quarto: "Ele me levou até a cama e deitou sobre o meu corpo. Novamente eu disse que era virgem e não queria fazer sexo. Eu disse que estava esperando para fazer isso com meu futuro marido. Repeti isso várias vezes. Ele sussurrou no meu ouvido: ‘Eu poderia ser seu marido’”, relata Melissa em carta aberta divulgada em seu site.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
do UOL
do UOL
DW
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
AFP
Chico Barney
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
UOL Música - Imagens
Adriana de Barros
do UOL
Adriana de Barros
UOL Entretenimento
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Adriana de Barros
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Música - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
Adriana de Barros
Adriana de Barros
Blog do Matias
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
Topo