Topo

Música

Pabllo Vittar nega que receberá R$ 5 mi via Rouanet: "Vai lavar louça!"

Divulgação
A cantora e draq queen Pablo Vittar, que virou alvo de notícias falsas Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

26/12/2017 16h03

Um dos nomes que mais se destacaram na música música brasileira em 2017, a cantora Pabllo Vittar usou as redes sociais nesta terça (26) para refutar e ironizar os boatos de que receberá R$ 5 milhões provenientes da Lei Rouanet, mecanismo que concede isenção fiscal a empresas privadas que patrocinam projetos culturais.

A informação foi compartilhada mais de 140 mil vezes em apenas um dia a partir de uma página de apoio do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato a Presidência da República em 2018, e virou assunto na internet e na ceia de Natal da família brasileira.

Desmontada, a drag deu uma sugestão a quem contribuiu neste feriado para mais um caso de disseminação de "fake news", as notícias falsas que dominam as timelines de muitos internautas. "Manas, eu queria saber que dinheiro é esse. Cinco milhões de reais? Não sobrou louça, não, do Natal de vocês? Vão lavar uma  louça", afirmou Pabllo em um vídeo publicado no Stories do Instagram.

"As pessoas veem notícias e, ao invés de ir atrás das fontes, ficam aí especulando, especulando. Jesus! A dica que eu dou é: lavar a louça. Deve ter sobrado muita louça dessa ceia de Natal aí. Vamos atrás dessas louças e lavar junto com as amigas. Um beijo, galera".

Na notícia falsa, um link com o endereço falso do jornal "Folha de S.Paulo" afirma que Pabllo Vittar não só seria beneficiada pelo mecanismo de isenção fiscal como relaciona isso ao fato de o Hospital do Câncer de São Paulo ser fechado por falta de R$ 1,7 milhão.

O que de fato ocorreu: o Instituto de Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho anunciou em abril que fecharia um andar porque o governo federal se recusou a aumentar o repasse em R$ 1,7 milhão —o valor é o mesmo usado no link.

Outra versão da notícia, que já circulava na internet desde novembro, diz ainda que o dinheiro disponibilizado via Lei Rouanet serviria para financiar um suposto programa infantil que seria apresentado pela drag queen na TV Globo.

Nem só apoiadores anônimos de Jair Bolsonaro, conhecido pelas críticas contumazes ao movimento LGBT, caíram na mentira. O boxeador Esquiva Falcão, medalha de prata na Olimpíada de 2012, compartilhou o boato em sua conta no Twitter.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!