Topo

Música

Hip-hop e R&B passam o rock como gênero mais consumido pela 1ª vez nos EUA

AP e Fernando Maia/UOL
Drake e Metallica lideraram as listas de hip-hop/R&B e rock, respectivamente Imagem: AP e Fernando Maia/UOL

Do UOL, em São Paulo

04/01/2018 13h55

Um dos relatórios mais respeitados do mundo da música, o Nielsen’s Year-End  Report, traz anualmente o ranking de artistas, gêneros, músicas e álbuns mais tocados e comprados. E a novidade em relação a 2017 é que, pela primeira vez na história, hip-hop e R&B passaram à liderança, deixando o rock para trás. Os números são dos Estados Unidos e confirmam o que já era uma tendência em um relatório divulgado pela Nielsen no meio do ano - com hip-hop e R&B já à frente.

“Pela primeira vez R&B/Hip-hop se tornaram o gênero mais consumido, em julho, posição mantida até o fim do ano”, diz o relatório. “Além disso, nove dos artistas com mais streams foram deste gênero, incluindo Lil Uzi Vert, Post Malone, Kendrick Lamar e Migos, cada um com mais de 800 milhões de audições em seus respectivos singles.”

Entre os números mostrados está a porcentagem dedicada a cada gênero. E a distância foi grande. Os líderes tiveram 24,5% de participação, com o rock caindo a 20,8%. O pop aparece em terceiro, com 12,7%, seguido por country e música latina, fechando os cinco primeiros. Em 2016, o rock liderou com 29%, contra 22% do hip-hop/R&B.

Um dado curioso é que o rock responde por uma maior venda de mídias físicas, de longe (36,8% contra 12,8% do hip-hop e R&B), enquanto os líderes vão melhor nos áudios em streaming (30,4% a 17,3%), que já são a maior forma de se ouvir música da atualidade, em serviços como Spotify, Deezer e outros.

LEIA TAMBÉM

A vitória do hip-hop/R&B vem na esteira dos líderes nos charts. Drake aparece como líder no ranking dos 10 artistas mais consumidos no ano, seguido por Kendrick Lamar. Completam a lista dos cinco primeiros Ed Sheeran, Taylor Swift e Future, respecticvamente. São oito artistas do hip-hop/R&B no top 10, com apenas dois “forasteiros”, Ed Sheeran e Taylor Swift, representando o pop.

Quem aparece do rock em outras listas são bandas como o Metallica, que entrou no ranking de álbuns mais vendidos de 2017, em nono com “Hardwired... To Self-Destruct”, de 2016, e Imagine Dragons, décimo colocado entre os álbuns digitais mais vendidos, com “Evolve”. A lista geral contando exclusivamente o rock e somando vendas de discos, de faixas digitais e streamings tem Metallica em primeiro, seguido por Imagine Dragons, Beatles, Linkin Park e Twenty One Pilots, respectivamente.

A decepção ficou por conta de bandas que ainda atraem muito público. Foo Fighters, Arcade Fire e Queens of the Stone Age são algumas que sequer apareceram no relatório.

Os Beatles aparecem com grande destaque na venda de discos de vinil, com os dois líderes: “Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band” e “Abbey Road”.

Deixando o mundo dos álbuns e falando de faixas, uma latina acabou quebrando a corrente de rock e hip-hop, com “Despacito” sendo a mais tocada do planeta, com 1,3 bilhão de audições em streaming, seguida por “Shape of You”, de Ed Sheeran, com 999,6 milhões.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!