Topo

Música

Violão de Caetano está entre itens roubados; equipamentos não tinham seguro

Do UOL, em São Paulo

15/01/2018 19h06

O equipamento da turnê "Caetano, Moreno, Zeca, Tom Veloso", em que Caetano Veloso se apresenta com seus três filhos, foi roubado na noite de domingo (14). Quatro homens fortemente armados abordaram um motorista que seguia sozinho da Bahia para o Rio de Janeiro levando os itens em uma carreta acoplada a um carro. O crime aconteceu por volta de 19h em Maraú.

Em conversa com o UOL na tarde desta segunda-feira (15), Paula Lavigne, mulher e empresária de Caetano Veloso, explicou que o maior prejuízo é em relação ao valor sentimental dos itens levados. "O que a gente fica triste é, por exemplo, o violoncelo. Vão vender o violoncelo aonde, por quanto? É do Moreno [filho mais velho de Caetano], que ele tem a maior estima. Tem o violão do Caetano...", lamenta.

O roubo foi anunciado nas redes sociais do cantor, mas até agora Paula Lavigne diz não ter tido nenhuma notícia sobre o paradeiro do carro e do material. A polícia baiana já trabalha na investigação.

Além dos instrumentos, vários itens do cenário e da produção eram levados na carreta. "Vão vender o cenário, um bando de pano? Pra gente vale, mas para eles não vale nada. Isso que a dá pena, pois não é nada de valor para os outros", explica a empresária.

Paula ainda conta que o material não tinha seguro, já que as seguradoras só aceitam fazer o serviço se o equipamento for acompanhado de escolta. "Uma escolta custa uma fortuna, a conta não fecha. O seguro para esse tipo de equipamento, de uso pessoal, é muito complicado. Está ficando inviável trabalhar no Brasil."

Apesar da perda material, a empresária diz estar aliviada por nada de mais grave ter acontecido ao motorista. "Disseram que queriam o carro só para assaltar. Jogaram ele dentro do carro e ainda andaram um pedaço, dizendo que iam matar, depois o largaram no meio do mato. Ele teve que andar quilômetros até achar um posto e se comunicar. Graças a Deus nosso motorista está bem, isso é o mais importante." 

O roubo aconteceu depois de um show em Salvador, no sábado. O show encerra a primeira parte da turnê, mas os músicos retornam aos palcos brasileiros em abril, depois do lançamento do DVD do show, em março.

"Vamos ter que comprar tudo de novo", diz Paula, que acredita que será bem difícil recuperar todo o material. A lista completa de itens roubados (veja abaixo) foi divulgada para evitar que o material circule pelo mercado negro.

Caetano e os filhos ainda fariam uma participação especial em um evento de Carlinhos Brown no dia 28 de janeiro, mas a empresária diz ainda não ter certeza se será possível após o roubo.

Ataques após divulgação

Paula Lavigne também lamentou as falsas notícias que já começaram a circular sobre o caso menos de 24 horas depois. Um falso tuíte, já denunciado pelo próprio perfil de Caetano Veloso, dava a entender que o cantor não queria a polícia envolvida no caso do roubo, o que foi rapidamente desmentido pela empresária. Paula confirmou que a polícia baiana já está trabalhando na investigação do crime.

"Isso é muito sério. As fake news estão dominando o mundo. As pessoas têm que ter mais responsabilidade na internet. Tem muita gente que faz sacanagem, de maldade mesmo. Isso é um mecanismo. Tem grupos de extrema direita que patrocinam isso. Todo mundo tem que estar atento, as pessoas devem checar. Isso é seríssimo", comentou sobre o falso tuíte.

"Não sei como vão ser essas eleições se as pessoas não começarem a combater esses 'bots' (perfis falsos). A gente já foi vítima de um ataque desses com a história do Caetano pedófilo", relembra Paula com preocupação.

Veja a lista de itens levados:

- Violão acústico Tessarin
- Violoncelo
- Baixo
- Violão Gil
- Teclado Fender Rhodes
- Case com moving lights modelo Robbie Light (alugados da Cia da Luz)
- 4 cadeiras
- 1 sistema de in-ears
- Cenário do show : Telão amarelo, pernas, piso de lona amarela
- Corrente
- 2 Malas de figurinos
- 1 Mala de produção

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!