Topo

Música

Guitarrista confirma que Rush está dando adeus aos fãs: "Foi o suficiente"

Reprodução
A banda Rush Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

19/01/2018 17h10

Uma das grandes bandas da história está oficialmente dando adeus. O guitarrista Alex Lifeson, um dos fundadores do Rush, deu uma entrevista ao "The Globe and Mail" afirmando que a banda "basicamente" encerrou as atividades.

"Faz um dois anos desde a última turnê do Rush. Não temos mais planos de fazer shows ou gravar álbuns. Basicamente acabamos. Depois de 41 anos, sentimos que foi o suficiente", decretou o músico de 64 anos.

Mesmo afastado da banda que o alçou ao status de "guitar  hero", Alex afirmou que continua ocupado no mundo musical. "Estou escrevendo muito. Participo de quatro ou cinco pequenos projetos diferentes. Também recebo convites para tocar guitarra com outras pessoas. E é muito divertido para mim. A pressão é baixa: eu preciso ser tão criativo quanto quero e posso fazer coisas fora da caixinha, o que é um atrativo para mim", completou o músico.

Com a formação Alex Lifeson (guitarra), Geddy Lee (baixo) e John Rutsey (bateria), o Rush lançou em 1974 o álbum homônimo de estreia, cujo hit "Working  Man" virou uma das músicas mais escutadas da rádio "WMMS", de Cleveland. 

O sucesso começou a aumentar e a chegada do baterista Neil Peart revolucionou a banda tanto na parte sonora quanto nas letras e temas complexos. O power trio progressivo unia o vocal versátil de Lee -- além de ser um excelente baixista -- , a guitarra Les Paul criativa e feroz de Lifeson e a genialidade de Peart atrás das baquetas.

O Rush vendeu mais de 65 milhões de álbuns pelo mundo. A última passagem da banda pelo Brasil foi em 2010 na turnê que comemorou na íntegra "Moving Pictures", o disco mais popular da banda que conta com o hit "Tom Sawyer".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!